22.6.07

2007/05 - A 1ª Via Longa - 1º Dia até 1/2 da Via - 2 de 6

1º Dia até a 1/2 da Via

Saímos 6h da manhã e fomos direto pra Campos do Jordão, onde íamos entrar em umas vias longas mais fáceis.Chegamos umas 11hs na pedra do Baú.

Tava tempo de chuva, começou a bater um cagaço. Imagina pegar chuva de Campos do Jordão na parede lá!

Bom fomos descendo a trilha, caralho descidona, não acabava mais!! E tudo molhado, levei uns escorregões, demorou mais de meia-hora de descida.

Ai o messias falou de fazer a "V" de vingança, 260m, 6 cordadas. O tempo tava melhorando, o messias já tinha feito essa via, era mesma graduação de Pedralva. Fora a normal do Baú q era mto fácil e curta, não tinha outra mais sussa q ele já tivesse feito ali.

Começamos a procurar a entrada da via e naaada, tivemos q subir um pouco e achamos um casal ali. Merda.

Nisso já era quase 13h dá tarde. Prevíamos umas 3 horas de escalada mas se o casal nos atrasasse poderia escurecer.

O casal foi escalando e tavam indo bem, achamos q dava blza. Vimos o croqui e fazer rapel só rolava até certo ponto e teríamos q subir a trilha punk lá, ou seja, dependendo íamos ter q ficar na parede ou ir até o fim, onde tinha uma trilhinha reta de 5 min até o carro.

Perguntei a graduação da via. Era ao todo era um 5º sup, mas o crux era um 6º sup. E com mochila, medo, cansado de escalar..achei um pouco acima do meu limite, mas pensei "ah rola, qq coisa subo pendurado na corda".

Dividimos as duplas, Messias e Thiago, eu e Felipe. Messias e Felipe guiando. Eu e o Thiago com as mochilas. Se alguma enfiada fosse sussa a gente guiaría.

Ai começou os detalhes: eu e o Thiago não tínhamos capacete. Não era bom pois podia acontecer de soltar alguma pedra e se a gente tá embaixo...

Minha mochila era meio grande, tava pesada. Joguei minha água fora. Mesmo assim, continuou pesada.

Foi o Messias e o Thiago primeiro. O Messias estreiou as proteções móveis. Olhando eles achei a enfiada meio embaçadinha. Tinha mais 5 e 2 eram com ctz mais dificeis. Putz.

Ai foi a vez do Felipe, chegou na parada. Mais ngm ali embaixo comigo, era minha vez. Bateu um cagaço.

Fui subindo, penei um pouquinho, tava meio úmida a pedra, mas cheguei na parada! olhei e já tava na altura das árvores. Olhei pra cima, não dava nem pra ver topo.

A segunda enfiada era um 3º grau, comecinho estranho mas era bem sussa. A sapata nova (é eu e o thiago estávamos de sapata nova, otários) era boa, mas não tava amaciada, tava estreiando e comprei apertada pra qdo laciar não ficar ruim pra escalar. Bom, comecei a sentir apertar e muito.

Mas tinha uma platô, deu até pra tirar a sapata, a mochila. Estávamos meio altos já, as copas das árvores tinham ficado pra trás. Tava com medo, mas tava curtindo. Nisso numa das costuras do Felipe prendi junto minha camiseta e qdo puxei ela pulou pra fora da cadeirinha. E foi batendo, batendo até sumir..

Puta merda perdi uma costura do Felipe! Q amador! Mau sinal.

Nisso o Messias já tinha feito a 3ª enfiada, escuto ele falar q as proteções fixas ali eram meio porcas. Reparei tb q eram bem longe uma das outras. Só o suficiente pra te brecar, guiar já nem passava mais pela minha cabeça.

Ai foi a vez do Thiago, ele chegou no crux, senti q o barato era foda, escutei ele falando "vou me jogar, vou me jogar" ia vi ele tomar um pêndulo q eu não tava a fim de tomar e depois subir pela corda. Bateu um cagaço animal em mim.

O Felipe guiou até ali, tentou, tentou, escutei algo sobre proteção porcona outra vez, escutei falar q não se sentia seguro, q não rolava fazer um pé alto desses... não entendi direito, ai vi o messias jogar a corda pra ele e ele ficou amarrado nas 2 e fez o lance. Hummm me caguei.

Não tinha mais ngm ali na parada comigo. Era minha vez. Pensei "Putz vou ter q pôr a sapata! Q dor!! E vou ter q fazer o lance lá de mochila ou tomar pêndulo e ficar preso numa corda raspando na pedra à mais de 100m! Aaaafff!!"

Engoli o choro e fui. Cheguei meio cansado no Crux. Fui tentar fazer o lance sem soltar minha corda da costura, só pra treinar...

Mew impossível, eram 2 regletinhos, batente de porta.. o pé direito bem alto mto ruim, eu não sentia firmeza nenhuma, o pé esquerdo ficava no ar... ai eu teria q subir bem meu corpo, pegar invertido na esquerda e depois pegar longe na direita... com aquele pé lixo!! Não queria pendular. Começou a bater um pânico, pensava "Não vou conseguir, não vou conseguir, não quero pendular, não quero pendular, não vou conseguir!"

Ai pra me incentivar só ouço um grito "AAAAAAAAaahhhhhhhhhh!!!!!!" Vejo o messias caindo, sem capacete, da 4ª enfiada, mó barrigão na corda, achava q não ele não ia parar de cair nunca!

Parecia câmera lenta! Ele bateu na pedra, virou de ponta cabeça!! E a gente naquele terror sem poder fazer nada!!! Até a corda esticar e ele parar.

Ai perguntamos se ele tava bem, qtos ossos tinha quebrado! Ele solta um sorriso e fala "Sussa! Deu nada, putz subir até lá de novo"

PÁAAAARAAA TUDO Q EU QUERO DESCER!!

Ai já tava num medo sem igual. Nem qdo saltei de páraquedas sem nunca ter ido sequer numa montanha russa, eu senti tanto medo. Eu olhava pra baixo, reparava na altura, pensava na minha mãe, na queda do messias...

pensava em como seria bom estar assistindo "Vale a pena ver de novo" com meus cachorros, afinal sou uma pessoa simples, a felicidade está em nós, não é assim!? Pensava "PRA Q ISSO NÍCHOLAS!!!"

Já era. Não dava pra descer. Eu era o último na corda, não adiantava pedir pra jogarem outra. Era fazer ou pendular q nemo Thiago. Resolvi tirar minha corda da costura. Chegou a hora, tinha q rolar!!

Me pendurei nos 2 regletes e no pé alto ruim. A mochila pesava q parecia q eu tava carregando uma cruz nas costas! A sapata apertando absurdo.

Fui tentar subir o corpo, os braços deram uma falhada, esticaram!!! Eu ia cair!!!!!!!!

...

Olha, eu q sempre achei pagação nego gritando qdo escala, achava coisa de bixa...

Mas nessa hora, senti vir lá de dentro, do estômago, passar pelo esôfago até à garganta: "AAAAAAAAAARRRRRGGGGHHHHHHH!!!"

Nunca fiz tanta força na minha vida. Fui subindo, subindo.. nem ousava pensar no pé! Qdo peguei na invertida! Bateu uma alegria, mas não era tão boa e eu tava com o peso todo no pé ruim, pensava "não pensa no pé Nícholas!! Pega a próxima!!!!" ahhh!!!! Peguei na direita, fui pros pés bons...

AAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHHH!!!! \o/

Abre-se aquele sorriso de fora-a-fora, pra comercial de Colgate nenhum botar defeito!!

Aquele sangue correndo nas veias. Pensava "estou vivo, estou vivo! Não vou mais brigar com meus cachorros! Vou estudar! Vou comer direito!" O Thiago e o Felipe sorrindo tb "aeee muleke!!" show show! Tinha passado o mais dificil da via!

Mas ainda estávamos na metade. :-P

Próximos
Anteriores



Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

1 comentários:

Samuel disse...

Caraca, legal essa passada sua!
Visualizei cada momento, e deu até pra sentir o mesmo frio na barriga, e finalmente, a satisfação de ter passado o lance!
Geralmente a galera que escreve sobre escalada não conta os perrengues que passa (eu já passei um monte!), geralmente é só: "mandei isso, encadenei aquilo..."
Enfim, essa V de Vingança ainda tá atravessada na minha garganta, tive que desistir na primeira enfiada por causa de um vacilo, enfiei a mão numa fenda lotada de marimbondos e os bichos me pegaram.
Pelo visto eu ainda ia passar muito apuro pra cima! :-)
abs e boas escaladas!!!

Blog Widget by LinkWithin