10.7.07

10 Tendências de Consumo Jovem

fonte: www.ytrends.com.br
Não tenha medo! É apenas um "Jovem" :-P

Geração Seleção: O jovem não quer perder tempo procurando as coisas que deseja consumir. A propaganda perde importância para as indicações confiáveis baseadas no perfil do jovem, vindas de: um amigo, um expert, alguma celebridade q ele admira ou até uma marca. Preferem pontos de vendas que ofereçam algo que facilite a escolha e sites com tenham uma lista de "Top X" de algum assunto ou produto.

Consumo Viral: O jovem, inseguro, busca referências entre os amigos. Assim os jovens tornam-se os maiores disseminadores dentro dos seus próprios universos. Potencialização das ferramentas de marketing mais subversivas: buzz, guerrilha e viral. Aumento da importância da comunicação via web das marcas. Busca por formas de se relacionar com o jovem, gerando maior experiência (que gera maior disseminação).

Consumo da Expectativa: A expectativa da posse e a imagem do produto é muitas vezes mais intensa do q a posse do produto em si. O desejo de consumo é muito forte, faz o jovem se sentir parte de um grupo. Marcas q criam cíclos de desejos e ícones (Ipod) são as de maior valor.

Comportamento Indie: O jovem desafia o sistema como forma de se opor a massa, de auto-afirmar a sua individualidade, mesmo que essa oposição seja só no discurso. A contracultura ganha força como produto. Surge os mercados paralelos às grandes marcas dos shoppings. Marcas independentes, de origem desconhecida ou humilde, ganham valor.

Design Nation: Design é cada vez mais um fator decisivo de compra.

O Consumidor é o Conteúdo: A tecnologia permite q o jovem expresse sua criatividade, seus desejos e gerem conteúdo. As marcas começam a apostar em produtos q facilitem essa criação/disseminação e a investir nas comunidades virtuais.

Psiconomadismo: Ânsia para experimentar tudo, ao mesmo tempo, sem se prender a nada. Menor fidelidade às marcas. O jovem não gosta de ser esteriotipado, marcas que o tratam como integrante de uma "tribo" não o atingem de forma eficaz.

Mente Global, Alma Local: Valorização da cultura brasileira, mas sempre antenados com o q vem de fora.

Revolução Natural: Desejo de bem-estar, de equilíbrio entre o corpo e a mente, entre o indíviduo e o meio-ambiente.

Consumo do Vazio: O jovem é bombardeado por informações caóticas e consome cada vez mais serviços que o ajudem a esvaziar a mente, seja organizando essa informação ou isolando dela.

-------------------------------------------------------------

Conclusão: Marcas do Futuro para Consumo Jovem

  • Administradoras da Informação
  • Potencializadoras do boca-a-boca entre os jovens
  • Criadoras de ícones de consumo, de ciclos de inovação no tempo certo
  • Postura independente
  • Referência em Design
  • Facilitadoras da criação e divulgação de conteúdo pelos jovens
  • Convidam o jovem a experimentar coisas diferentes
  • Conhecimento global mas que investem e acreditam na cultura local
  • Valorizam o bem-estar do indivíduo e da sociedade
  • Oferecem formas do jovem organizar sua vida



Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

1 comentários:

joao disse...

O consumo das expectativa e muito interessante, e mais precisa de mais explicações¬¬¬

Blog Widget by LinkWithin