4.7.07

Os Maiores Feitos da Escalada

Fonte: www.mundovertical.com
John Gill, mandou o boulder Thimble em 1961.
Até hoje seu feito não foi repetido!

A revista americana Climbing publicou uma seleção do que ela considera as melhores escaladas do século XX.

A escolha foi dividida em oito categorias: alpinismo, boulder, big wall, escalada esportiva, escalada clássica, himalaismo, escalada em rocha e escalada em gelo.

ALPINISMO - Para a Climbing, a maior façanha do alpinismo - em todos os tempos - foi a conquista da face Norte do Eiger, uma parede vertical com 1.650 metros de calcáreo quebradiço e gelo negro, nos Alpes, realizada pelos austríacos Heinrich Harrer e Fritz Kasparek e os alemães Anderl Heckmair e Ludwig Vörg. Começaram escalando separados, para ver quem chegava primeiro ao topo. Mais tarde as duas duplas resolveram juntar-se quando já estavam na metade da parede. A decisão mostrou-se correta pois, apesar das avalanches, tempestades, quedas perigosas e um grampon cravado na mão de Vörg, eles chegaram ao cume. Até hoje, 44 pessoas já morreram tentando repetir o feito. Uns conseguiram, outros não. O cadáver de um montanhista italiano ficou 3 anos pendurado em sua corda, inalcançável mais visível para os que o olhavam de baixo, balançando ao vento.

BOULDER - O americano John Gill, considerado o criador desta modalidade esportiva, foi classificado como o melhor nesta categoria. E a façanha que rendeu-lhe o título foi ter realizado, em 1961, a ascensão do Thimble, um pináculo negativo de 10 m de altura nas agulhas de Dakota do Sul, nos Estados Unidos. Mais de 40 anos se passaram e o feito até hoje ainda não foi repetido!

BIG WALL - Em 1961, os escaladores Tom Frost, Chuck Pratt e Royal Robbins subiram pela parede Sudoeste do El Capitan, nos Estados Unidos. A façanha foi considerada pela revista como a mais importante escalada de big wall de todos os tempos. Apesar desta não ter sido a primeira vez que alguém chegou ao topo da rocha, essa foi a ascensão mais perigosa.

ESCALADA ESPORTIVA - Em 1991, o escalador alemão Wolfgang Gullich realizou a ascensão da Action Directe (11c), façanha que embora muitas tentativas sejam feitas todos os anos, muitas resultam em fracasso.

ESCALADA CLÁSSICA - Em 1987, Peter Croft escalou, em solo (sem cordas!!), a Astroman, no Yosemite, no que foi considerada a mais emblemática de todas as escaladas clássicas do século. A altura da via (500 m), a dificuldade (7b/c) e a alta exposição ao perigo converteram sua realização em algo ainda não ultrapassado, segundo a Climbing.

HIMALAISMO - Em 1985, o polonês Voytek Kurtyka e o austríaco Robert Schauer escalaram a face Oeste do Gasherbrum IV. A 7.100 metros eles fizeram 4 lances de 5.6 cobertos de neve e sem proteção. Quando chegaram ao cume, uma tempestade os obrigou a bivacar duas noites. Ficaram 10 dias na montanha (4 sem água e 3 sem comida) mas sobreviveram.

ESCALADA EM ROCHA - Em 1994, Lynn Hill escalou The Nose (10c), no Yosemite, fazendo em livre suas 33 enfiadas de corda em um único dia. A façanha foi repetida somente uns 10 anos depois! O feito foi tão espetacular que quase ninguém tentou repeti-lo.

ESCALADA EM GELO - Em 1974, os americanos Jeff Lowe e Mike Weiss escalaram os 500 metros da cachoeira Bridwell, no Colorado, Estados Unidos. Com esta façanha estava criada a nova modalidade de escalada.



Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

0 comentários:

Blog Widget by LinkWithin