29.8.07

"A Lógica do Mercado", John R. Nosfinger

Esse livro de fala sobre os principais viéses psicológicos q atrapalham os investidores e sugere algumas maneiras para amenizá-los.

Antigamente, supunha-se q as pessoas:
  • Tomam decisões racionais
  • Não são tendenciosas em suas previsões
No entanto, experiências mostram q não somos tão "racionais".. e q na verdade, cometemos erros de avaliação até previsíveis, q podem afetar o patrimônio do investidor e até os mercados.

Sobre Previsões

As pessoas têm dificuldade de avaliar quão precisos são seus conhecimentos sobre determinado assunto, e acabam achando q sabem mais profundamente do q realmente sabem.

Algo q acontece mto qdo se elabora previsões é a ANCORAGEM: A pessoa fixa-se num preço da ação (geralmente no preço máximo atingido no ano) e faz as estimativas a partir desse ponto.

Teoria do Prospecto (ou das Possibilidades)

Se uma pessoa ganha 500,00 ela fica feliz, mas se ganha 1.000,00 ela não vai ficar 2x mais feliz.

Para as perdas é a mesma coisa, mas a dor da perda tem uma intensidade pouco maior q a alegria dos ganhos.

Excesso de Confiança

Pessoas com essa característica superestimam a precisão de seus conhecimentos e a capacidade de prever e controlar eventos. Em contrapartida, subestimam os riscos.

Pra comprovar a vasta presença desse viés psicológico é só perguntar pras pessoas: "vc se acha um bom motorista?". A maioria vai responder q sim, qdo deveria ser uma minoria.

Esse excesso de confiança faz as pessoas tb acharem q tem algum controle sobre os eventos. Por exemplo: as pessoas fazem apostas maiores no "cara e coroa" antes da moeda ser lançada, do q depois q ela já foi lançada, como se isso fizesse alguma diferença. Mesma coisa acontece na loteria qdo se deixa o apostador escolher os números ao invés de dar-lhe números prontos.

Essa ilusão de controle pode ser agravada pelos fatores:

Seqüência: um início positivo dá uma sensação de controle maior q o negativo. Sucessos passados tb dão aumentam a ilusão e creditados à capacidade do investidor, enquanto os insucessos são creditados ao azar.

Familiarização: a quantidade de informações q recebemos, o nosso envolvimento com a empresa..

Pessoas assim tb compram e vendem excessivamente, no entanto, estudos mostram q a maioria das pessoas com alta rotatividade na sua carteira de ações têm obtido retorno menor do q aqueles com baixa rotatividade.

Essa característica é + comum nos homens, principalmente nos solteiros.

Satisfação e Arrependimento

As pessoas buscam fortemente a satisfação e evitam o arrependimento. Tanto q quem aposta na loteria costuma usar sempre os mesmo números, ao invés de trocá-los, por medo de se arrependerem, mesmo sendo a mesma probabilidade.

O arrependimento por omissão é menor do q o arrependimento por agir.

Efeito da disposição: vende as ações q estão subindo (p/ obter a satisfação) e segura por tempo demais as q estão caindo (p/ evitar o arrependimento caso elas subam).

As notícias têm pouca influência, são usadas mais pra amenizar o arrependimento.

Contabilidade Mental

As pessoas preferem pagar conforme forem consumindo. Por exemplo: Férias as pessoas costumam pagar por antecipação, pois se sentem mal após "consumir" terem de ficar pagando. Eletrodoméstico preferem ir pagando conforme vão consumindo.

Efeito dos Custos Perdidos (ou já incorridos): tendência de seguir adiante c/ um empreendimento uma vez q já tenha sido empregado algum tempo/dinheiro nele, mesmo q o retorno já não seja mais tão atraente.

Devido a esse viés, as pessoas tendem a vender as posições perdedoras td de uma vez, afim de limitar a "dor" a um único momento, e as posições ganhadoras tendem a vender aos poucos pra prolongar a satisfação.

Formação de Portifólios

Harry Markowitz - devemos considerar todos os investimentos como um só, e então pensar no retorno esperado e no risco da carteira, levando em consideração a correlação entre os ativos.

As pessoas vêem seus investimentos como contas separadas e avaliam separadamente os riscos e o retorno, sem considerar corretamente a correlação dos ativos.

Assim, acrescentam ativos q mtas vezes aumentam mto o risco da carteira e sem elevar mto o retorno esperado da carteira.

Representatividade e Familiaridade

O cerébro usa atalhos/simplificações p/ reduzir a complexidade da análise de informações.

Representatividade é julgar baseando-se em estereótipos. As pessoas costumam confundir boas empresas com bons investimentos, q são papéis com bom potencial de valorização. Mtas empresas com crescimento bom não conseguem sustentar essa mesma taxa de crescimento por mto tempo.

A familiaridade é a preferência das pessoas pelo q lhe é familiar. Isso leva as pessoas a comprarem sempre as mesmas ações, levando tb à falta de diversificação. E a investir na própria empresa q trabalha, mas se a empresa falir ela perderá o salário e o investimento.

Interação Social e Investimentos

A mídia, amigos, clubes de investimentos, fóruns na internet... podem dar uma falsa sensação de consenso e ainda serem mecanismos de aprovação social... podem levar tb ao "efeito manada", onde mtos investidores são afetados pelos mesmo viéses psicológicos.

Emoções e Decisões

Qto + complexa uma situação, + as emoções influenciam.

O bom humor ou dias ensolarados podem fazer com q as estimativas da pessoa sejam demasiadamente otimistas... e os otimistas correm mais riscos, ignoram informações e resultados negativos.

Ações de empresas grandes são - suscetíveis a essa variação de humor dos investidores.

Em períodos de incerteza os otimistas sobressaem, enqto os pessimistas ficam em cima do muro.

Autocontrole e Tomada de Decisão

As pessoas têm dificuldade em equilibrar curto e longo prazo .

Vencendo os Viéses Psicológicos
  • Conhecer os viéses

  • Defina bem pq está investindo: A maioria tem apenas uma vaga noção. Defina qto e qdo precisa ganhar pra atingir seus objetivos. Fica + fácil de medir e controlar.

  • Tenha critérios quantitativos de investimento: Isso evita ser levado pelas emoções, rumores, etc. Defina os critérios e se a empresa não atender, não invista.

  • Diversifique

  • Controle o ambiente de investimento: Verifique suas ações no máx. 1 vez ao mês. Faça transações num único dia do mês. Analise seu portifólio anualmente, pra ver se está de acordo com seus objetivos.
E pra terminar, tente um retorno igual o do mercado. É tmo dificil bater o mercado e mtos dos erros de investimentos são motivados por isso. Não compre ações mto baratas (- q $ 5), pois são suscetíves a manipulação. Cuidado com as comunidades virtuais, pois estimulam o excesso de confiança, familiaridade e a sensação de consenso social.



Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

0 comentários:

Blog Widget by LinkWithin