1.10.07

Poesia de “A Sangue Frio”, Truman Capote

fonte: vi no blog A História Doce, da Amanda... valeu ;)


“Existe uma raça de homens que não se adapta,

Uma raça incapaz de sossegar

Por isso partem os corações de amigos e parentes;

E andam pelo mundo afora ao deus-dará.

Atravessam os campos e as enchentes,

E sobem à crista das montanhas;

Neles atua a maldição do sangue cigano,

E não sabem como descansar.

Se andassem em linha reta podiam chegar longe;

São fortes e destemidos e sinceros;

Mas estão sempre cansados do que existe,

E desejam o estranho e o novo.”



Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

3 comentários:

Anônimo disse...

bubble-boy

peguei emprestado a sua poesia e coloquei no blog...

E uma puta bronca a voce... me disseram que voce foi a um lugar, e quando pediram pizza vc deu uma de fresco, e nao quis.

Po meu, ainda ta nessa?? Achei que tinha evoluido?? Se eu for em campinas um dia destes voce VAI comer pizza sim, e sem choro.

cheers man

Amanda disse...

Deixa o menino ser fresco em paz! hauahuahuaa

Bruna disse...

AEEEEEEEEEEEEEE....essa sou eu!!!
ahahahaha o/

P/ desespero dos meus pais e amigos..ahahahaha=p

Fodastica essa poesia=D

Pangaaa...vamos num rodizio ai??=D
ahahahha=p

Blog Widget by LinkWithin