29.8.08

Gabrielle Andersen, Olimpíadas LA 1984

Nos esportes, na vida, em TUDO... para mim, ganhar não é o mais importante. Gabrielle Andersen, em 84 na maratona olimpica de Los Angeles, PROVOU isso.

Apesar de chegar em 39º, é de longe mais lembrada do que o 1º lugar. Mesmo perdendo, ela venceu. Não é porque perde, que é um fracassado.

veja o vídeo e perceba o porque:


http://www.youtube.com/watch?v=CKTjdXyJuYM

Tenho trocentos sonhos e objetivos... e se eu não conseguir realizar nenhum, isso não me importa tanto.

O que me importa MUITO é COMO me comportei: se fui em direção deles com TUDO, se fui honesto/justo/ético... se me superei muito, se aprendi muito, se me diverti muito, se fiz bons amigos, se vivi grandes experiências.

Se fiz tudo isso, então, mesmo perdendo... na minha cabeça eu VENCI.

Comparar-se com os outros não adianta muito. Sempre haverá alguém melhor do que você em algo, e isso o tornará frustrado. E sempre haverá alguém pior do que você em algo, e isso o tornará arrogante. Acho MIL vezes mais útil, comparar-me com o meu "eu" do dia anterior.

VENCER a MIM MESMO, todos os dias... e contribuir para que os outros façam o mesmo, é um dos meus maiores propósitos.

É claro que não consigo sempre, mas tento com força todos os dias e, às vezes, eu consigo.

Não estou falando que está bom ser medíocre, mas sim que os fins NÃO justificam os meios e que o COMO vale mais.



Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

0 comentários:

Blog Widget by LinkWithin