20.11.08

Dia da Consciência Negra


Muitas pessoas brincam: "E o dia da Consciência Branca? Não deveria ter? Isso não é racismo?"

Para mim poucos feriados são tão merecidos como o da Consciência Negra.

Não por causa da morte do Zumbi... apesar do grande feito de resistir em Quilombos com tantas investidas do exército, parece que ele tinha escravos particulares...

Mas porque vivemos num país HIPER RACISTA!

"Nãooooo Nícholas! No Brasil todo mundo é igual... brasileiro gosta de negro! Não somos racistas não..."

Olha, não sou eu que tô falando...

Veja você mesmo algumas estatísticas:
(fonte: novae)
  • De cada 10 brasileiros pobres, 6 são negros;

  • A mortalidade infantil é 60 por cento superior entre as crianças negras;

  • Uma negra, pobre, nordestina, moradora da área rural ganha, hoje, em média, 1/3 do que ganha um cidadão branco;

  • No Brasil, os negros são quase 3x mais atingidos pela fome (insegurança alimentar) do que os brancos;

  • Entre os 10% mais ricos apenas 18% são negros (pardos ou pretos). Já na parcela dos 10% mais pobres, 71% são negros;

  • 19% dos negros e 11% dos pardos ou mulatos já se sentiram discriminados por causa da cor em alguma situação relacionada ao trabalho;

  • 37% dos negros e 25% dos pardos ou mulatos afirmam que se sentiram discriminados ao procurar por trabalho, e citam a rejeição pura e simples, o fato de a vaga ser destinada a pessoas de uma determinada cor e a obrigatoriedade de declarar a cor no momento de preenchimento de ficha;

  • 24% dos pardos e mulatos e 14% dos negros afirmam ter sido vítimas de piadas ou insultos no trabalho em virtude da cor;

  • 9% dos negros foram acusados de roubo ou reclamam de serem vistos como ladrões;

  • 13% dos negros não se sentem ou sentiram aceitos no grupo ou turma de trabalho;

  • Os negros, que têm rendimentos, em média, de R$ 390,90, recebem em média 46% a menos do que os brancos, que ganham, em média, R$ 718,50 por mês. Já os pardos (rendimento médio de R$ 441,50) ganham 39% a menos do que os brancos. Essa diferença é verificada em todos os segmentos passíveis de análise, sem que importe a ocupação, o setor de atividade, a escolaridade ou as horas trabalhadas: os brancos ganham sempre mais do que negros e pardos.

    Veja mais: Alguns números do Racismo - LLL

Não é porque no carnaval vemos alguns negros em destaque na TV, que não vivemos num país racista.

Depois de centenas de anos arrancando-os de seus países e famílias... escravizando-os, torturando-os... em 1888 largamos eles a "Deus dará" e chamamos isso de Abolição... e pronto, acabou-se o problema?

Quantos médicos, advogados, diretores de empresas... negros... você viu ocupando esses cargos? Com certeza infinitamente menos do que brancos!

Quantas bonecas negras veremos serem vendidas neste natal?


Vivemos um Apartheid "informal"... com poucos negros ocupando cargos mais altos, de liderança.. temos poucos líderes capazes de entender e de combater o problema do racismo, que se perpetua.

Os negros ganham cerca de 46% (metade!) a menos do que brancos.... não tem as mesmas condições de oferecer educação de qualidade aos seus filhos.

É claro que há exceções ao que estou falando, mas estamos sim num ciclo de desigualdade cada vez maior entre negros e brancos, que precisa urgentemente ser corrigido.

"Como?"

O ideal era ter educação de qualidade para todos, não apenas aos que podem pagar por ela. (na maioria, brancos)

"Isso é viável? Vai ser feito?"

Não.

"O que fazer?"

Já pensei bastante sobre isso... acho que não podemos deixar esse ciclo de desigualdade continuar atuando... o governo PRECISA corrigir esses desequilíbrios sociais... o sistema de cotas está longe da solução ideal... mas é uma solução paliativa, problemática mas viável... que amenizará em alguns anos o problema da desigualdade racial.

"Mas como saber quem é branco e quem é negro?"

Qualquer critério é melhor do que nenhum... sou programador, futuro administrador... estou acostumado a dar soluções possíveis ao invés de lamentar pela inviabilidade de soluções ideais.

Coloca uma escala de cores, implementa e pronto. Vai dar confusão... uma minoria vai se sentir injustiçada..... mas acho que o problema maior, do ciclo de desigualdade racial que só aumenta e que um dia vai entrar em colapso... esse estará se amenizando.

Com negros mais bem capacitados, teremos mais negros nos altos cargos, mais líderes conscientes do problema do racismo e comprometidos em resolvê-lo... só então caminharemos para uma sociedade mais justa.

Não é porque o racismo não está nas leis, que não está na realidade. Nossa realidade é como se colocássemos um negro e um branco numa corrida e na hora da largada botamos uma bola de ferro no pé do negro e falamos: "Olha você e o branco podem correr, quem chegar primeiro vence... é justo, é livre... se você correr bastante vai conseguir, só depende de você". Entendem?

É por isso que acho esse feriado merecido, dia da consciência branca é todo dia... principalmente nos processos seletivos das empresas.

Acho que devemos ter cotas nas universidades... os negros devem se organizar, se valorizar e lutar pelos seus direitos mais do que nunca! E os brancos devem ajudá-los!

Pois a situação me lembra uma frase do Baudelaire:

"O truque mais esperto do Diabo
foi convencer as pessoas de que ele não existe"


E é isso que acontece sobre o Racismo no Brasil e que dificulta tanto combatê-lo: quase ninguém tem a consciência da extensão e da gravidade do problema.

Mas tem como virar o jogo! Nelson Mandela e Martin Luther King mostraram o caminho... mostraram que dá pra conseguir muito! O Barack Obama só é o primeiro presidente negro dos EUA, graças às conquistas de Luther King!



Para saber mais:

E uma imagem que me comove...

quadro "Portrait of a Black Woman" (1800) de Marie Benoist:




Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

3 comentários:

-quirin0 disse...

Poutz, me convenceu...
E olha que eu era contra o sistema de cotas, mas acho que estava sendo muito ignorante...

Muito bom Nicholas

abraços.

Anônimo disse...

Não serão as cotas que transformarao negros e pardos e doutores. Mas, uma educaão básica realmente voltada para o aprendizado, e nao essa zorra que está implantada na maioria das capitais brasileiras. Onde a criança negra, parda, branca chega a uma nona série sem sabe ler ou escrever. Mas, as estatisticas dizem que todos sao alfabetizados...

Coitado de quem for professor nesse país.

Nícholas Fernandes Gimenes disse...

Anônimo, não entendi. Se você tem mais negros com diploma universitário, COM CERTEZA terá mais negros que chegarão a doutores sim e a altos cargos nas empresas.

Concordo com vc que o IDEAL é uma educaçao de qualidade para todos.

Mas precisaria de, enxugar gastos e salários públicos (políticos não vão deixar), abaixar juros (bancos não vão deixar), parar de pagar a dívida (países do FMI não vão deixar) e precisaria muita vontade política para investir nas escolas públicas.

Tudo isso vai ser feito? Sabemos que não... e lamento por isso. Sou uma das pessoas mais preocupadas com o sistema educacional que existe na Terra!

Enquanto o problema da educação não resolve, e pode demorar décadas... vamos deixar os negros com cada vez menos chances no mercado de trabalho. (ganham em torno de 46% a menos... dá pra deixar isso continuar????)

Cotas é algo possível de ser aprovado pelos políticos, pq eles ganham a simpatia dos negros... é algo viável não requer muita grana pra implementar e AMENIZARIA depois de alguns anos as diferenças entre negros e brancos.

E concordo com você, nesse país... coitado de quem é professor, coitado de quem é aluno, coitado de quem é trabalhador, coitado de quem é idoso...

Blog Widget by LinkWithin