7.12.08

"PÓS-TUDO", Augusto de Campos


Este poema permite várias leituras, mas se considerarmos o "MUDO" da última linha como referência a "mudez"...

este é um dos poemas mais tristes que já vi.



Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

1 comentários:

Natalie S. Dowsley disse...

queria saber o que exatamente vc pensou sobre esse poema...
mas, pensei que, às vezes, achamos que está tudo errado: no mundo, nos outros, em nós...
Quando - é possível?! - conseguimos mudar tudo, que esse "tudo" não existe mais... descobrimos que o vazio e a tristeza ainda vivem... e que, talvez, o problema não era o tudo ou a necessidade de mudar tudo... o problema estava na forma como olhávamos para o tudo...
Se olhamos pro mundo com olhos de rancor, de tristeza, até os dias mais azuis, serão cinzas...
Será que pode ser isso?! =)
abraçooo!!!

Blog Widget by LinkWithin