20.11.09

Dia da Consciência Negra: Não deixe passar em Branco

Dia da Consciência Negra
Michael Conrad. Homem. 28 anos. Tráfico, Assalto a mão armada, Agressão, Extorsão, Estupro, Assassinato. Preso em Janeiro de 1994 pelo policial Joseph Cruthers, mostrado acima.

Fico chocado quando ouço que o Brasil não é um país racista. Quantos negros ocupam cargos de liderança nas empresas, na política, nas universidades? 5 em 100 líderes?

Se uma proporção assim não aponta um problema grave de desigualdade em um país de maioria negra e mulata, não sei mais o mostrar.

A dificuldade em combater o racismo é justamente essa. Admitir que existe, mesmo que de forma não explícita. Apesar de estar mais no subconsciente das pessoas, devemos reconhecer que agrava o problema bem real da desigualdade na nossa sociedade.

Teste da Boneca Negra

Teste de racismo - BONECAS NEGRAS - YouTube 



Aí quando alguém diz para dedicarmos 20% das vagas para negros, a fim de equilibrar um pouco a balança que está totalmente para o lado dos brancos, sempre aparece o argumento de que cotas é um racismo contra brancos, um Racismo Reverso.

Uma História Concisa das Relações entre Brancos e Negros

veja outras tirinhas sobre racismo aqui




Ainda sobre racismo reverso, abaixo o trecho do discurso To Fulfill These Rights, de Lyndon Johnson:

Liberdade não é o bastante. Você não limpa as cicatrizes de séculos dizendo:

‘Agora você está livre para ir a onde quiser, fazer o que deseja e escolher os líderes que achar melhor’.

Você não transforma um homem que por anos ficou acorrentado, libertando-o, e levando-o ao início da linha de corrida, dizendo:

‘Você está livre para competir com todos os outros’, e ainda assim realmente acreditar que você está sendo completamente justo.


Assim, isto não é o suficiente para abrir os portões da oportunidade. Todos os nossos cidadãos devem ter a capacidade de atravessar estes portões.

O Racismo é um problema grande, grave, urgente, coletivo e profundamente negligenciado.






Documentário "Uma Conversa sobre Racismo" - Parte1 - YouTube



Documentário BBC - Racismo A História - [Parte 1/12] - YouTube 





E para terminar, uma indicação da minha amiga Gisele Rodrigues de Brasilia-DF, a poesia "Ser Negro é Ser" - de Sintia Regina de Lima e Lira:

Ser negro é ter a pele pintada de dor e beleza.
É ter consciência de que consciência, ainda não existe.
Ser negro é ser dono da alegria, e generosamente dividi-la entre os filhos do preconceito.
Ser negro é ser brasileiro duas vezes.
É gritar não aos nãos da vida.
Ser negro é ter a liberdade disfarçada de alma.
Ser negro é ser

Na comunidade História, do Orkut, alguém perguntava porque essa tal "supervalorização do negro". E veio a resposta irônica:

"Também me incomoda essa supervalorização. Já não basta todos os presidentes do país terem sido negros, já não basta que 87% do Congresso brasileiro é de negros, já não basta que o governo só escuta religiões afro-brasileiras e não dá a mínima bola para bispos católicos brancos em greve de fome, já não basta a maioria dos universitários serem negros, os negros viverem mais do que os brancos e serem menos vítimas de violência e quase toda propaganda ser estrelada por modelos negros e mais, eles controlam 72% do PIB brasileiro. Não agüento mais os negros controlando a FIESP em Sp e que tenhamos que estudar só História da África na escola e nada de Europa branca. Não agüento estes feriados por Oxalá, Ogum e Iemanjá.

Chega! Vamos nos unir e lutar pelos brancos neste país de exclusão dos brancos! Chega da polícia só bater nos brancos! Chega de negros reitores, governadores, delegados, bispos e papas! Basta do Imperialismo de Gana, Senegal e Angola! Todo poder aos excluídos!!!

O governo Lula deveria indicar ao menos um branco para seu governo! Abaixo a discriminação."



UPDATE - Dica da @isisnan

Programa Rodaviva sobre Consciência Negra - parte 1 de 9

 

http://www.youtube.com/watch?v=G51VsplPCqk
 

Veja também



Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

6 comentários:

Cristiano Contreiras disse...

Caro, Nicholas

Provavelmente nem leve em consideração meu comentário, já que tem tantos seguidores e visitantes.

Mas, gostei do contexto dos eu espaço aqui:

- Pontua bem sua opinião, seus gostos, seu mundo
- Tem uma vertente informativa, posts conceituados e até com um 'Q' de jornalismo
- Há temas que propõe reflexão e até causa discussão
- Gosto da forma como articula as ideias e estilo

Muito bom o blog, por isso sou mais um seguidor.
Volto mais, claro!

abraço pra ti!

Gisele disse...

Ah... sem dúvida um dos dias mais importantes do ano!Gostei da ênfase e do seu comentário pessoal do racismo.Na verdade temos que deixar de pensar que o problema está somente no governo,na sociedade; está em cada um de nós,e o que fazemos pra mudar? Seguimos um conservadorismo, temos preconceito quando algum de nossos amigos namora com um negro ou negra,disseminamos píadas racistas e por ai vai, então está na hora de cada um pensar e admitir o que que sente e o que faz pra que essa situação continue assim...e mudar!

Nicholas, brigada pela parte amiga...hahahaha que só aumente a cada dia mais a nossa amizade, que possamos continuar aprendendo juntos:)beijos

Bete disse...

Queridissimo Nicholas.
Postagens como esta , não me surpeende. É mais uma produção criativa, inteligente e que faz parte da nossa realidade social.
Bjs querido.

Ane disse...

O racismo existe, mas maior que ele é o preconceito contra os pobres,
A maioria é negra, mas só é aceito ser negro se a pele for negra, isso é justo??? se vc é neto de negro com branco e nasce branco adeus seus direitos;
Os direitos são de todos, o texto é perfeito.
Direitos iguais e principalmente oportunidades iguais.
A maioria da população é negra, as cotas deveriam ser proporcional.Ai sim haveria justiça.

Bessa de Carvalho disse...

Caro Nícolas, passei a observar melhor a questão do racismo no Brasil quando fui levado a fazer um pré-vestibular social. Descobri que os negros em nosso país, realmente ocupam uma posição desfavorável em nossa sociedade. A exemplo, há uma semana, estava vendo o programa Fantástico da Rede Globo de Televisão e vi um quadro onde tinham algumas jovens candidatas a "modelo fantástica". Eram em sua maioria brancas e apenas uma negra. Observei que a jovem negra era a única que durante quase mais ou menos meia hora, não recebeu flashs nos diálogos que travava dentro da casa. Seria discriminação?

Digital Marketing disse...

Thanks for sharing such a nice information, its beneficial for me..
clickperfect

Blog Widget by LinkWithin