30.8.09

Saiba DESISTIR - Livro "The Dip", Seth Godin

Se você:
  • Começa um monte de coisa e não termina nada
  • Ou rala, rala, rala - e sente que não chega a lugar nenhum
LEIA ESTE POST! ;) rs

Livro The Dip - Seth Godin

Saber a hora de DESISTIR foi uma das lições mais IMPORTANTES que aprendi na vida.

Demorei para aprender, e foi do jeito difícil. ARGH! Por que não li esse livro antes!? rs

Há uns anos, eu achava que se esforçar ao máximo - em tudo e para todos - era o certo! Que bastava determinação e paciência, e tudo valeria a pena.

VAI POR MIM: Nem tudo, nem todos, valem a pena. O custo é alto demais em gastar sua vida e energia em algo que não dará frutos, ao invés de concentrar-se naquilo que realmente importa.

Hoje tenho pessoas prioritárias, objetivos prioritários e necessidades prioritárias.

Por outro lado, vejo gente capaz começando um monte de coisas e abrindo mão do sonho na primeira dificuldade que aparece. E organizações também cometem esses mesmos erros.

Esse é o assunto do livro. Ensinar quando desistir e quando persistir, para que você se torne o melhor do mundo.

VOCÊ - é sua equipe, sua empresa, ou você mesmo.

MUNDO - é o seu micromercado. Se for "orgânicos na Tulsa", então esse é seu mundo.

MELHOR - é o melhor que posso encontrar por um preço que posso pagar.

Muitos podem até achar óbvio, mas vejo POUCOS colocando em prática esses conceitos.

Além disso, o autor é o Seth Godin, meu escritor favorito. Leio o blog dele tem vários anos, e todo dia ele posta algo brilhante, inspirador, bem-humorado - e este livro não foge a regra.

Seth Godin
*Melhores Trechos / Resumo - Clique aqui!*

A sabedoria popular diz que vencedores nunca desistem e que desistentes nunca vencem. Este é um péssimo conselho.

Em todo novo projeto (ou trabalho, hobby, empresa) o começo é excitante e divertido. Depois vai ficando difícil e nada divertido. Você pensará se o objetivo vale o esforço.

Neste ponto, talvez você esteja em um “vão”, que poderá superar se continuar forçando. Ou talvez esteja em um “beco sem saída”, que nunca ficará melhor, não importa quanto tente.

Aquilo que separa os melhores do resto é a habilidade de escapar cedo dos becos sem saída e continuar motivado e focado naquilo que realmente vale a pena.

Vencedores desistem rápido, desistem muito e sem culpa, até encontrarem e persistirem no vão certo. Vencedores procuram o vão. Sabem que quanto maior a barreira, maior a recompensa em atravessá-la.

Vale a pena ser o Melhor do Mundo

O mercado de massa está morrendo. Não existe uma música melhor ou tipo de café melhor. Existe é um milhão de micromercados, onde cada um tem o seu melhor.

Se o seu micromercado é de "orgânicos na Tulsa", então esse é seu mundo. Ser o melhor nele, é o lugar para se estar.

Ser o nº1 no seu nicho, te trará muito mais do que a parcela justa de lucros, glória e segurança de longo prazo.

No entanto, a maioria das pessoas caem em 2 armadilhas: desistem do que não deveriam e persistem em becos sem saída.

Benefícios extraordinários ficam para os que persistem um pouquinho mais que maioria. E também aqueles com coragem de desistir rápido e direcionar esforços para novas oportunidades.

Desistir é muitas vezes uma ótima estratégia. Não dá para tentar fazer de tudo, se pretende ser o melhor do mundo em algo.

Recompensas são escassas. Quem é o nº1 ganha 10x mais que o 10º, e 100x mais que o 100º.

O sorvete de baunilha é o mais vendido nos EUA. Representa 30% de todas as vendas. O de chocolate é o 2º lugar e representa apenas 7,5%. É a Lei de Zipf, e se aplica a praticamente tudo.


Há infinitas opções e o tempo é limitado para experimentações. Por isso as pessoas concentram suas escolhas em que está no topo. Todos fazemos isso. Como resultado, a recompensa aos primeiros é enorme.

Sites em 1º no google recebem centenas de vezes mais tráfego do que os outros sites.

O Maior Erro das Escolas

A coisa mais errada que aprendemos na escola: ser bom em todas as matérias é o segredo do sucesso.

Muitas organizações tentam fechar todas as brechas - serviço ao cliente, recepção, localização conveniente, etc – mas fica tudo medíocre. Em sua maioria, as pessoas escolhem empresas excepcionais nas áreas que importam a elas.

Outro péssimo conselho da escola: "Pule as questões difíceis ou que não sabe, e responda as fáceis". Os melhores do mundo se especializam em encontrar respostas para as perguntas difíceis.

As Curvas

O que acontece é que as pessoas desistem quando dói e persistem quando não podem se incomodar em desistir.

Existem 2 tipos de curvas que definem quase todas as situações que as pessoas atravessam quando desejam alcançar algo.
  • Curva 1: O "Vão"
Praticamente tudo que vale a pena é uma curva do tipo "Vão".

No começo, é super divertido. Seja aprender golf, acumpultura, pilotar avião - é interessante, e você fica ansioso em receber feedback positivo do seu desempenho.

Após algumas semanas, o aprendizado rápido mantém seu interesse. Seja o que for, é fácil continuar comprometido.

Então o "vão" chega. É a diferença entre estar começando alguma coisa e se tornar mestre nela. Atravessar o vão, apesar de difícil, é o caminho mais rápido para chegar aonde se quer. O vão é o que mantém fora as pessoas comuns. O vão cria escassez e escassez cria o valor.

Quantos não desejam a fortuna, o poder, os privilégios... do presidente de uma grande empresa?

Mas ninguém vê que é preciso aguentar 25 anos até conseguir o emprego, puxando saco, abaixando a cabeça, fazendo o que mandam, batendo metas e trabalhando por longas horas. Dia após dia, ano após ano.

Ser presidente de uma grande empresa não é difícil. Difícil é chegar lá.
  • Curva 2: O Beco sem Saída
É a situação em que você trabalha, trabalha, e nada muda. Não fica melhor, nem pior. São os chamados "empregos terminais".

Quando encontrar-se na direção de um, caia fora, JÁ. Enquanto você caminha no beco sem saída, você está deixando de ir atrás de outra coisa. O custo de oportunidade é alto demais em investir sua vida em algo que não tem previsão de melhrar.

Persista em atravessar os vãos que valem a pena e desista dos becos sem saída. Assim poderá concentrar recursos naquilo que trará resultados.

O Sucesso vem depois do Vão

Você já sabe dessas coisas, mas meu palpite é que não está fazendo nada sobre elas.

As pessoas que investem o tempo, a energia e o esforço, para atravessar o vão são as que se tornam as melhores do mundo. É só depois do vão que o sucesso acontece.

Snowboarding é um esporte bacana. Rápido, excitante, paga um bom salário, te faz ser uma pessoa popular. Por que existem tão poucos snowboaders? Porque aprender o básico é um doloroso vão para atravessar.

A atitude corajosa é atravessar o vão e ganhar todos os benefícios do outro lado que vêm da escassez.

A atitude madura é nem tentar porque você provavelmente não conseguirá atravessar o vão e então guardar os recursos para algo que seja realmente apaixonado em fazer.

A atitude estúpida é começar, se dedicar, gastar um monte de tempo e dinheiro, e desistir bem no meio do vão.

Em um mundo competitivo, a adversidade é sua aliada. Quanto mais difícil, mais pessoas desistem e melhores são as chances de se destacar. Mas se adversidade te leva a desistir, então todos os seus esforços serão à toa.

Quando Jack Welch refez a GE, sua decisão mais fabulosa foi essa: "Os nossos produtos não forem o 1º ou 2º do mercado, não iremos mais fabricá-los".

Por que vender negócios de bilhões de dólares que lucram bem como 4º do mercado? Simples. Porque desvia a atenção da administração. Suga recursos, energia, capital e foco. E o mais importante: ensina as pessoas que está tudo bem não ser os melhores. Jack abandonou os abismos e liberou recursos para desenvolver os produtos com verdadeiro potencial.

Contabilidade seria fácil se os relatórios fossem precisos e pontuais. Atendimento ao consumidor seria fácil se não fosse os consumidores. Vendas seriam fáceis se os clientes comprassem os produtos.

Ai está a boa notícia: ser difícil ou imprevisível é uma vantagem. Se não fosse, não haveria lucro nenhum nisso. A razão de pessoas praticarem windsurfing é porque o desafio torna a atividade interessante.

Para que Existem os Melhores do Mundo

O que faz as pessoas pagarem um especialista é o problema ser difícil de prever ou diagnosticar. Os melhores do mundo existem para solucionar problemas difíceis.

Da próxima vez que quiser xingar um cliente difícil, perceba que esta interação falha é a melhor coisa que aconteceu no seu dia. Sem ela, você seria facilmente substituível. Trate as dificuldades como oportunidades, porque realmente são.

O Mito da Diversificação

Quando chega o "Vão", muitos indivíduos e organizações diversificam.

Pessoas dedicadas e motivadas encontram na diversificação um subterfúgio para seu excesso de energia e falta de direção. No entanto, o sucesso verdadeiro vai para aqueles que são obcecados.

Medo de Desistir

É mais fácil ser medíocre do que confrontar a realidade e desistir. Desistir é difícil, exige que admita que não será o melhor do mundo, pelo menos não nisto.

Solução Simples

Fico puto com organizações que persistem em becos sem saída, deixando de investir recursos onde deveriam.

Fico puto de ver as pessoas desperdiçando tempo e dinheiro em alcançar algo que está além dos recursos disponíveis.

E acima de tudo, fico puto comigo mesmo por ter demorado tanto tempo para entender quão simples é a solução.

Quando não Desistir

Desistir quando chega o vão é uma má idéia. Se começou algo que vale a pena, então desistir no meio é jogar no lixo todo o tempo e recursos investidos.

Desistir no meio do vão muitas vezes fará de você um "desistente em série", começando muitas coisas mas terminando poucas. Se você não vai superar o vão, nem comece.

Se quiser ser bem-sucedido, precisa escolher uma área com um vão inclinado - uma barreira entre os que tentam e os que conseguem - um vão que acredita ter chances de vencer, e você precisará vencê-lo. Não pode ser algo que qualquer um consegue. Se fosse assim, todo mundo seria bem-sucedido. E desistir rápido de todos os becos sem saída que aparecerem no seu caminho.

Ser melhor do que 98% da competição costumava ser o suficiente. Mas agora, no mundo do google, os melhores estão a um click de distância. A única posição segura é ser o melhor.

7 Razões que podem fazê-lo Desistir de ser o Melhor
  • Você estoura seu prazo e desiste
  • Você estoura seu orçamento e desiste
  • Você entra em pânico e desiste
  • Você não leva a sério e desiste
  • Você perde o interesse, passa a ser medíocre e desiste
  • Você foca no curto prazo ao invés do longo, o curto fica difícil e você desiste
  • Você escolhe a coisa errada para ser o melhor do mundo

IMPORTANTE: Todas essas coisas são mais ou menos possíveis de prever antes de começar. Geralmente, você falha em ser o melhor por ter planejado mal ou por ter desistido muito cedo.

8 Tipos Comuns de "Vão"s

É possível que você ou sua equipe simplesmente não tenham capacidade para serem os melhores? Sim, é possível. Se a área que escolheu for Speed Skating, eu diria até que é provável.

Mas na maioria das áreas que consigo pensar, não, você é capaz de ser o melhor. A questão é: você está realmente disposto a ser o melhor?
  • Fabricação - é fácil e divertido construir algo na sua garagem. Difícil e caro é comprar uma fábrica para produzir em larga escala.

  • Vendas - A maioria das idéias começam quando alguém começa a vendê-la para empresários, consumidores e até eleitores. Mas o vão aparece quando você precisa ampliar sua atuação com uma força de vendas profissional. Em quase todas as áreas, o competidor que coloca uma grande e agressiva força de vendas consegue uma enorme vantagem.

  • Educação - Uma carreira começa logo que se deixa a escola. Mas o vão chega quando é hora de aprender algo novo e redesenvolver suas habilidades. Um médico que sacrifica 1 ano para adquirir uma especialização, colhe as recompensas por décadas.

  • Risco - Empreendedores percebem que em certo ponto, não dá para bancarem tudo sozinhos. É preciso assumir o risco de alugar um espaço maior ou investir em novas técnicas. O sucesso está em perceber a diferença entre investir para atravessar um vão ou investir em um risco inconseqüente.

  • Relacionamentos - Existem pessoas e organizações que podem ajudá-lo mais para frente, mas apenas se investir tempo e esforço em trabalhar com elas agora, mesmo que não seja o melhor momento para você.

  • Conceitual - Quando você abandona conceitos estabelecidos e assume novas suposições pode ser exatamente o que precisava. Exemplo de heróis que reinventaram instituições e indústrias: Martin Luther King, Richard Branson, Zelma Watson George, Jacqueline Novogratz.

  • Ego - Quando tudo só depende de você, é fácil. Abrir mão do controle e delegar responsabilidades aumenta seu poder de alcance. Mas a maioria das pessoas não consegue desistir do controle ou dos aplausos, e ficam presas no vão.

  • Distribuição - Colocar seu produto no WalMart tem mais chances de gerar muitas vendas do que colocar apenas na Web.
Onde está a Dificuldade

É fácil determinar se algo é um beco sem sáida ou um vão. O difícil é ter coragem para tomar a atitude certa.

Não há razão para continuar investindo em algo que não ficará melhor. E se você desistir logo, vai criar uma necessidade urgente de substituição, que te forçará a inventar uma nova e melhor alternativa.

A Média é para os Medíocres

Quando enfrentamos um vão, muitas vezes não desistimos. Optamos pela mediocridade.

Na próxima vez que pegar a si mesmo sendo mediano lembre-se de que há apenas 2 escolhas: desistir ou ser excepcional.

Ser mediano parece seguro, mas não é. Torna você invisível.

Vendedores que Desistem

Um estudo aponta que um vendedor típico desiste após o 5º contato com o prospect. O mesmo estudo aponta que 80% desses consumidores compram na 7ª tentativa.

Isso não quer dizer que o vendedor deva ficar sempre atrás do cliente, sempre forçando. A moral da história: vendas é transferência de emoções. Se for apenas para apresentar fatos, então um folder ou um site é suficiente.

Se o vendedor está lá pensando no longo prazo, comprometido em fazer a venda porque beneficiará a outra pessoa, o cliente perceberá isso. Se não for capaz de atravessar o vão de um jeito excepcional, você deve desistir. Agora.

Enfrentando o Vão

Você pode estar convicto de que seu produto é o melhor do mundo, mas ninguém além de um pequeno grupo liga para isso. Apenas uma pequena porção das pessoas procuram algo realmente novo. A maioria espera produtos que estejam testados, aprovados e barateados.

Marketeiros que não desistem são recompensados. Enfrentam o vão e aperfeiçoam seu produto enquanto outros correm atrás de sucessos rápidos.

Algumas editoras passam de autor em autor atrás de um best-seller imediato, enquanto outras apóiam um Stephen King até ele criar gradualmente uma enorme audiência.

A Microsoft falhou 2x com o Windows, 4x com o Word, 7x com o Excel. A empresa toda é baseada na idéia de atravessar o vão, mudando as táticas, mas nunca desistindo de uma grande idéia.

Sim, você pode e deve desistir de um produto, ou recurso, ou design – alías, você precisa fazer isso regularmente para crescer e investir recursos nos negócios certos.

Mas não, você não deve ficar desistindo de mercados ou estratégia. Sucessos "da noite para o dia" não ocorrem da noite para o dia.

Não se apaixone demais por uma tática. Ao invés disso, decida como e para que você estará no mercado. E se estiver, atravesse o vão.

Caso o seu produto não esteja funcionando, nem mesmo para os “doidos” que amam coisas novas, você não deve persistir com a tática.

Sua estratégia - ter credibilidade no mercado que escolher - sobrevive mesmo quando seu produto é cancelado.

Oposto de Desistir

O oposto de desistir não é "esperar para ver o que acontece", o oposto é dedicar-se a uma nova e revigorante estratégia para enfrentar o problema.

David estava em um "emprego terminal" após uma longa carreira na mesma empresa, e estava pronto para sair.

Seu chefe era um desastre, o trabalho não agregava mais valor ao seu currículo, e ele estava infeliz.

Ele foi para o tudo-ou-nada. Reuniu-se com o chefe e com o chefe dele e explicou o problema. Disse que acabaria saindo, mas que gostava da empresa e chegaram a uma alternativa. Ele ganhou uma promoção, um desafio totalmente novo, e um novo chefe.

Se ele pensasse apenas no curto prazo e não se dispusesse a sair naquele dia, nada aconteceria.

Não Desista Errado

Desistir no vão é geralmente uma decisão baseada nos benefícios de curto prazo, e uma má decisão. Em outras palavras, "tá doendo, vou parar".

As dores de curto prazo tem mais impacto do que os benefícios de longo prazo. Por isso é tão importante lembrar mais dos benefícios de longo prazo. É mais fácil aguentar uma aula ruim na faculdade, quando você imagina o dia da formatura.

E ainda mais vívido é o poder de medir o desempenho. Se você acompanha as estatísticas do seu blog, sua participação no mercado, ou sua pontuação na equipe de vendas, esse feedback diário ajuda no caminho para chegar ao topo e a lidar com as adversidades do curto prazo.

Nunca vi ninguém desistir no último quilômetro de uma maratona.

Pessoas persistentes visualizam a luz no fim do túnel que os outros não vêem. E ao mesmo tempo, as pessoas realistas não imaginam luz quando não há nenhuma.

Se você trabalha em um grande jornal, você pode ver que não há luz no fim do túnel. (devido a disseminação de conteúdo grátis na internet e massificação das ferramentas de autoria)

As pessoas que vencem sabem que absorver a dor cedo evita muito mais dor depois.

A decisão entre desistir ou persistir é uma avaliação simples: a dor de atravessar o vão vale o benefício da luz no fim do túnel?

Para Desistir Certo

Peão: "Quanto mais eu trabalhar, mais cedo serei rei"
Rei: "Quanto mais ele trabalhar, por mais tempo serei rei"

Tá tudo bem desistir às vezes. Aliás, tá tudo bem desistir muitas vezes. Você deve desistir sempre que estiver em um beco sem saída. Você deve desistir se o projeto em que estiver trabalhando não valer a recompensa do final.

Desistir de projetos que não vão a lugar nenhum é essencial para dedicar-se nos projetos certos. Não há tempo, nem paixão, nem recursos suficientes para ser o melhor do mundo em tudo.

Mas não fique desistindo de suas estratégias de longo prazo (qualquer que seja - uma carreira, uma receita, um relacionamento, uma venda) , apenas das táticas que não estiverem funcionando.

Desistir ao entrar no vão não é uma falha moral. É algo inteligente. Ver com antecedência um abismo se aproximando não é fraqueza. Ao contrário, representa perspicácia e coragem. Libera energia para atravessar o vão certo.

Doug me disse uma vez: “Sim, estou aqui a 14 anos, mas tive 7 cargos. Quando cheguei, estávamos começando mas agora somos uma divisão da Cisco. Obtive novos desafios e a transformação foi enorme...”

Eu o interrompi. Ele precisa sair por uma simples razão: está marcado. Todos na empresa tem uma expectativa formada do que ele é capaz ou não. Apesar do que ele poderia ser capaz de fazer, para as pessoas ele parou de evoluir. Ninguém lhe dará grandes desafios.

Mas se ele sair e entrar em outra empresa, precisará se reinventar. Ninguém na empresa nova se lembrará do Doug de 10 anos atrás. Vão tratá-lo como o novo Doug, o Doug com potencial infinito e algum passado.

Procure um novo emprego quando não precisar de um. O momento de mudar de emprego é antes dele se tornar confortável. Vá. Mude. Desafie a si mesmo, dê a si mesmo um aumento e uma promoção. Você deve isso a sua carreira e a suas habilidades.

Trabalhos medíocres raramente acontecem por falta de talento.

Desistir pensando no curto prazo é uma má idéia. Desistir pensando no longo prazo é uma excelente idéia. Nunca desista de algo com ótimo potencial no longo prazo apenas por não conseguir lidar com o estresse do momento.

Orgulho: um Grande Inimigo

Orgulho é o inimigo da desistência inteligente. Nixon sacrificou dezenas de milhares de inocentes por não desistir da Guerra do Vietnã. A única razão dele não ter desistido antes: orgulho. O mesmo que mantém uma pessoa por décadas em uma carreira após ter se tornado desinteressante e chata.

As pessoas sentem-se muito bem após desistir de um projeto sem futuro porque descobrem que orgulho ferido não mata, que tudo ficará bem.

Faculdade em Harvard não é Motivo

Michael Crichton desistiu quando estava no topo da profissão. Quando largou a medicina, Crichton tinha se graduado na Faculdade de Medicina de Harvard e concluído um pós-doutorado no Salk Institue for Biological Studies, o que sem dúvida garantia uma carreira lucrativa.

Ele trocou tudo isso pela imprevisível vida de escritor. E tornou-se um escritor best-seller.

Questões para fazer Antes de Desistir

1) Estou em pânico?

Aqueles que desistem do modo certo, decidem com antecedência quando irão desistir. Você sempre poderá desistir mais tarde. Espere passar o pânico para decidir. Decidir em pânico é perigoso e caro.

Quando a pressão estiver no auge, seu desejo de desistir deve estar mínimo. A decisão de desistir no geral é feita pelo momento, e é exatamente o momento errado para tomar uma decisão tão importante.

2) Quem estou tentando influenciar?

Se está tentando influenciar apenas uma pessoa, persistência tem limite. É fácil cruzar a linha entre mostrar comprometimento e tornar-se uma peste.

Se está tentando influenciar um mercado, as regras são diferentes. Algumas pessoas poderão se interessar ou rejeitá-lo. Mas a maioria nunca ouviu falar de você. Diferentes pessoas no mercado vêem coisas diferentes.

Influenciar uma pessoa é escalar um muro. Se conseguir em algumas tentativas, você entra. Se não, logo perceberá que o muro fica mais alto a cada tentativa.

Influenciar um mercado, mais parece como subir uma colina. Você vai progredindo, passo-a-passo, cada vez mais alto e mais fácil. As pessoas no mercado conversam entre si e se influenciam. Assim, cada progresso é ampliado.

3) Que tipo de progresso mensurável estou fazendo?

Para ter êxito, você precisa progredir, não importa quão pequeno seja. Mas precisa ser algo mais do que "sobreviver".

Se tem um pequeno negócio e está mantendo alguns consumidores felizes, tudo bem continuar com isso, porque esses clientes atrairão mais clientes. Você poderá medir seu progresso pelo número de recomendações e crescimento de vendas.

Se sua empresa não gera nenhum boca-a-boca, não vê novos clientes, não está indo para frente, por que você com ela?

Consistência e presença no mercado, geralmente não são suficientes para justificar seus esforços.

Mude de Táticas, Não de Estratégia

Quando você tenta influenciar um mercado, o valor de persistir é bem alto. Comprometimento com o mercado deve ser inquestionável - é mais barato e fácil construir sua base em um mercado do que mudar para outros em busca de sucesso rápido.

Desistir de uma carreira não é desistir da sua empreitada de mudar de vida, fazer a diferença ou causar um impacto.

Um emprego é apenas uma tática, um meio para conseguir aquilo que se quer. Quando seu emprego entra em um beco sem saída, é sensato desistir e levar sua empreitada para um lugar onde pode progredir.

Escreva: O que te Levaria a Desistir?

Desista antes de começar. Escreva as circunstâncias que o levaria a desistir e quando. Então, siga o que escreveu.

Você Pode ser o Melhor

Você e sua empresa podem mudar tudo. Criar produtos e serviços memoráveis. Entregar mais do que promete. Ser os melhores do mundo.

Mas quantas vezes você dissipa seus recursos espalhando-os em várias coisas? Quantas vezes opta pela mediocridade por estar cheio de tarefas na agenda, correndo contra o relógio para terminar todas?

Conclusão

Se isso aplicar essas idéias te assusta, é provável que seja algo bom para se tentar.

Todos os sucessos são iguais. Todos os fracasso também.
Obtemos sucesso quando fazemos algo extraordinário.
Falhamos quando desistimos cedo demais.
Somos um sucessos quando somos os melhores naquilo que fazemos.
Somos um fracasso quando nos distraímos com tarefas das quais faltou coragem para desistir.

Desista dos becos sem saída
Persista no vão que vale a pena
Tenha coragem para fazê-lo.

Resumo do Livro The Dip - Seth Godin
E para terminar, uma das poesias que mais gosto:
(e que tem tudo a ver com este post)

7 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

28.8.09

28/AGO/1963 - Discurso "Eu tenho um sonho" - Martin Luther King

Já falei inúmeras vezes nesse blog que Martin Luther King é um dos meus maiores ídolos.


A Dani me lembrou que hoje é aniversário do discurso "Eu tenho um sonho" e mandou o link do vídeo.

Mais de 200 mil pessoas(!) se dirigiram ao Lincoln Memorial e as autoridades temiam por alguma violência. Mas o clima foi de paz, e tornou-se um momento memorável na história da luta pelos direitos humanos e igualdade de raças.

Veja a reportagem:


link para o vídeo

8 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

26.8.09

"Diferença entre Teoria e Prática", Jan Snepscheut

"Na teoria, não há diferença entre teoria e prática. Mas na prática, tem."

(Jan L. A. van de Snepscheut)

4 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

25.8.09

30 Lindas Fotografias de Silhuetas

Veja aqui:

Foto de Thomas Hawk

3 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

24.8.09

Vamos tomar um café?

hahahah to que nem esse carinha hoje, o trampo tá punk! Mas vamo que vamo!!! ;)

Animação francesa "Le Café" (música de Odelaf Et Monsieur D)


http://www.youtube.com/watch?v=gTZUiiEzegs

3 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

23.8.09

"Estou puto! Não vou mais aguentar isso!" - Filme Rede de Intrigas (Network, 1976)

Peter Finch - filme Rede de IntrigasPeter Finch ganhou o oscar por este discurso:
"I'm mad as hell! I'm not gonna take it anymore!"


FILME SENSACIONAL!!! :D

Filme Rede de IntrigasO fime fala sobre um apresentador de noticiário, Howard Beale. Por vários anos seu programa era sucesso de audiência. Mas foi decaindo, decaindo. Sua esposa morreu, começou a beber... até que veio a demissão.

No seu penúltimo programa, comunica sua saída da emissora e anuncia que irá se matar ao vivo durante a próxima exibição.

Howard é afastado imediatamente, mas sua história causa grande repercussão e o público pede sua volta. Cada programa é cheio de desabafos e logo vira campeão de audiência. Mas a coisa sai do controle e a emissora pensa em detê-lo.

Elenco excelente: Peter Finch, Robert Durvall, Faye Dunaway, William Holden. Ganhou 4 oscars. Faz críticas ótimas à TV, ao comodismo, à desumanidade, às grandes corporações.

Recomendo! :D

Melhores Trechos:

Ontem eu anunciei neste programa que iria cometer suicídio ao vivo. Assumidamente um ato de loucura. Bom eu vou lhes contar o que aconteceu.

Eu me cansei dessas mentiras de merda. Não sei outro jeito de dizer isso, eu cansei dessas merdas de desculpas esfarrapadas [...]

Não sabemos o porquê passamos por toda essa dor sem sentido. Humilhação e decadência [...]

Estive casado por 33 anos, uma maldita fraude [...] Então não me sobraram mais mentiras. Elas acabaram.
---

Abaixo, a cena que mais gostei! :D


http://www.youtube.com/watch?v=dib2-HBsF08

Não preciso lhes dizer que as coisas estão ruins. Todos sabem que estão ruins. É uma nova "depressão".

Todo mundo sem emprego ou com medo de perder o emprego [...] Os bancos estão quebrando. Balconistas guardam armas em baixo dos caixas. Punks vandalizando nas ruas.

Ninguém em lugar nenhum parece saber o que fazer e não há jeito para isso. Sabemos que o ar não serve para respirarmos e nem a comida para nos alimentar.

Nos sentamos assistindo à nossa TV enquanto o apresentador nos diz que hoje tivemos 15 homicídios e 63 crimes violentos como se esse fosse o jeito que as coisas deveriam ser!

Nós sabemos que as coisas estão ruins. Pior que ruim. Estão enlouquecendo.Tudo em todo lugar está ficando maluco. Então não saímos mais de casa. Ficamos sentados e vivemos em um mundo cada vez menor.

Tudo o que dizemos é "Por favor, ao menos em nossas casas, deixem-nos em paz. Deixe-me ter minha tostadeira, minha TV e minha calota cromada. Não direi nada. Só deixe-me em paz". Não vou deixá-los em paz. Quero enlouqueçam!

Não quero que protestem ou façam tumulto. Não escrevam para seu congressista. Não sei o que deveriam escrever. Não sei o que fazer sobre a "depressão", a inflação, os russos e o crime nas ruas.

Tudo que eu sei é que antes de tudo, vocês tem que enlouquecer! Vocês tem que dizer: "Eu sou humano! Minha vida tem valor!"

Quero que se levantem agora. Quero que vão para suas janelas, abram-nas, coloquem suas cabeças para fora e gritem "Eu estou puto! E não vou mais aguentar isso!"

Para mudar as coisas, primeiro precisamos enlouquecer. Diga "Estou puto! Não vou mais aguentar isso!".

Então descobriremos o que fazer com a "depressão" e com a crise do petróleo. Mas primeiro precisam colocar suas cabeças para fora e gritar "Eu estou puto! E não vou mais aguentar isso!"
---
Isso não é um surto psicótico. Esse é um momento de clareza.

Eu estou ligado a alguma coisa, a algum espírito especial. E não é um sentimento religioso. É uma descarga de uma forte energia elétrica. Sinto-me vivo e vibrante [...] conectado com todas as coisas vivas [...]

Não é um colapso. Nunca me senti melhor em toda minha vida. É uma sensação poderosa e linda.
---
Por que estaríamos em problemas?

Porque vocês, pessoas, e 62 milhões de outros americanos estão me ouvindo nesse exato instante.

Porque menos de 3% de vocês lêem livros. Porque menos de 15% de vocês lêem jornais. Porque a única verdade que vocês sabem é a que sai dessa caixa. Há uma geração inteira que nunca aprendeu nada que não tivesse saído dessa caixa!

Essa caixa é seu evangelho. É a revelação máxima. Essa caixa pode fazer ou depor Presidentes, Papas e Primeiro-Ministros.

Essa caixa é a maior força que existe em todo o mundo de Deus, e estamos ferrados se ela cair nas mãos de pessoas erradas! E é por isso que estamos encrencados [...]

Então me escutem. Me escutem! Televisão não é a verdade. Televisão é uma porcaria de um parque de diversões!

Televisão é um circo, um carnaval, um bando de acrobatas, contadores de estória, dançarinos, cantores, pilantras, montadores de shows de mentiras, domadores de leões e esportistas. Estamos num negócio em que a única coisa que importa é matar o tédio.

Por isso, se vocês querem a verdade, procurem Deus. Vão procurar seus gurus. Procurem seus interiores! É o único lugar onde encontrarão alguma verdade.

Cara, você sabe que não conseguirá nenhum tipo de verdade de nós. Nós te contamos qualquer coisa que você quiser ouvir. Mentimos sem remorso [...] Nós vendemos ilusões. Mas não a verdade!

Mas vocês, pessoas, sentam na frente dela, dia após dia, noite após noite. Vocês são de todas as idades, cores e credos. Somos todos que vocês conhecem.

Estão começando a acreditar até nas mentiras que estamos lhes dizendo. Vocês estão começando a acreditar que a caixa é de verdade e que suas vidas são de mentira!

Vocês fazem tudo que a caixa manda vocês fazerem! Vestem-se como ela manda, comem o que ela manda, criam suas crianças como ela quer e até pensam como a caixa! Isso é uma alucinação coletiva em massa, seus maníacos!

Em nome de Deus, vocês pessoas é que são a realidade! Nós aqui dentro é que somos a ilusão! Então desliguem a TV! Desliguem a TV agora mesmo! Desliguem sua TV e deixem ela aí no canto da sala. Desliguem a TV no meio dessa frase que estou dizendo. Desliguem!
---
Só há uma coisa que pode pará-los: Vocês! Vocês!

[...] Por isso quero que se levantem e vão aos telefones. Vão para seus carros e dirijam até os escritórios da Western Union. Quero que vocês mandem um telegrama para a Casa Branca. À meia-noite de hoje, quero um milhão de telegramas na Casa Branca!

Quero vê-los lotados de telegramas até os joelhos, na Casa Branca. Quero que você se levante agora e escreva um telegrama para o presidente Ford dizendo "Estou puto e não vou mais aguentar isso!"
---
Não existem nações. Não existem pessoas. Não existem russos. Não existem árabes. Não existe terceiro mundo. Não existe oeste. Só há um sistema holístico de sistemas!

Um vasto e imanente, interligado, interagente, multi-variante, multinacional... domínio de dólares!

Dólares petrolíferos, eletro-dólares, multi-dólares. Moeda alemã, moeda japonesa, moeda-russa, moeda britânica e moeda dos judeus!

É o sistema internacional da moeda corrente, que determina a totalidade de vida neste planeta. Esta é a ordem natural das coisas hoje em dia.

[...] Não há América. Não há democracia. Só há IBM e ITT, e AT&T, e Du Pont, Dow, Union Carbide e Exxon. Essas são as nações do mundo de hoje.

Sobre o que você acha que os russos falam em seus conselhos de estado? Karl Marx? Eles saem de suas programações lineares, decisões em cima de teorias estáticas, soluções minimalistas e computam as probabilidades do custo-benefício de suas transações e investimentos, como nós.

Nós não estamos mais vivendo num mundo e nações e ideologias, Sr.Beale. O mundo é um colegiado de corporações, inexoravelmente determinado pelas leis imutáveis dos negócios.
---
Na última noite eu lhes pedi que lutassem pelo que é nosso por direito. E vocês lutaram e foi muito bonito. 6 milhões de telegramas chegaram à Casa Branca.

[...] O povo reclamou, o povo ganhou. Foi uma radiante erupção de democracia.

[...] no fundo de todas nossas almas amedrontadas, nós sabemos que a democracia é uma gigante doente morrendo. Um conceito político decaindo escrevendo sua agonia final [...] está terminada a idéia de que este grande país está dedicado à liberdade que há de florescer em cada indivíduo dele.

É o indivíduo que está terminado. É o singular, solitário ser humano que está terminado. É cada um de vocês que está terminado.

Porque esta não é mais uma nação de indivíduos independentes. É uma nação de 200 milhões transitorizados, mais-brancos-que-o-branco, corpos cercados de metal, totalmente desnecessários como seres humanos e hastes de pistão facilmente substituíveis.

É chegada a hora de se dizer... será que a "desumanização" é uma palavra tão ruim assim? Ruim ou boa, é isso que está acontecendo.

O mundo inteiro está se tornando humanóide, criaturas que parecem ser humanas mas não são. O mundo todo, não só nós.

Nós apenas somos o país mais avançado e por isso estamos chegando lá primeiro. Todas as pessoas do mundo estão se tornando uma massa de produção. Programadas, numeradas.
---
Não sobrou nada em você com que eu possa sobreviver. Você é um dos humanóides de Howard. Se eu ficar com você, serei destruído [...] Como tudo que você e a instituição da TV tocam é destruído.

Você é a televisão encarnada. Indiferente ao sofrimento, insensível à alegria. Toda a beleza da vida é reduzida a um escombro comum da banalidade. Guerra, assassinato, morte. São tudo a mesma coisa pra você assim como garrafas de cerveja.

E o negócio diário da vida é uma comédia corrompida. Você até despedaça as sensações de tempo e espaço, em acelerações rápidas do controle remoto e replays. Você é loucura, Diana. Loucura virulenta. E tudo que você toca morre com você.

Mas eu não. Não enquanto eu ainda conseguir sentir prazer, e dor... e amor. E este é um final feliz.

0 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

18.8.09

O que fará com seu próximo minuto?


http://www.youtube.com/watch?v=DpOU0GTEZDA

5 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

17.8.09

10 Frases sobre Fotografia


"Você não tira uma foto, você cria uma foto" (Ansel Adams)

"As suas primeiras 10 mil fotos serão as suas piores" (Henri Cartier-Bresson)

"Beleza pode ser vista em todas as coisas. Ver e compor a beleza é o que separa uma foto de uma fotografia" (Matt Hardy)

"Nada acontece quando você fica sentado em casa. Eu sempre levo uma câmera comigo... eu apenas fotografo aquilo que me interessa no momento" (Elliott Erwitt)

"Quais das minhas fotos é minha favorita? Aquela que vou tirar amanhã" (Imogen Cunningham)

"Você precisa forçar a si mesmo mais e mais. Você precisa procurar por imagens que mais ninguém poderia fotografar. Você deve pegar as ferramentas que tem e ir fundo" (William Albert Allard)

"Quando tenho uma visão que me parece familiar, eu dou um jeito de mudar isso" (Garry Winogrand)

"Eu sempre pensei que boas fotos são como boas piadas. Se você tem que explicá-las, não são tão boas assim" (Anônimo)

"12 fotografias significativas por ano é uma boa marca" (Ansel Adams)

"Pode ser uma armadilha para o fotógrafo pensar que sua melhor foto será a mais difícil de conseguir" (Timothy Allen)

7 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

Papo com Seth Godin e Tom Peters


Seth Godin é um dos caras mais brilhantes do mundo, escreveu livros excelentes e publica todos os dias algo "insightful" no seu blog. Tom Peters foi quem li primeiro sobre a importância do design, do marketing e da inovação.

Eles tiveram um bate-papo muito bacana sobre mídias sociais. Veja só o que saiu:

Blogar (veja o vídeo)

"Quantos de vocês tem um blog? Blogar é de graça e não importa se ninguém te lê. O que importa é a humildade que vem ao escrever nele. O que importa é consciência de pensar no que se irá dizer [...], importa como dizer em 3 parágrafos o porque de ter feito algo [...] se você for bom nisso, algumas pessoas irão te ler. Se não for, e persistir, ficará bom nisso [...] é algo que você faz para si mesmo, para forçar a si mesmo a fazer parte da conversação"

"Nos últimos 25 anos, nada na minha vida profissional foi mais importante do que blogar. Mudou minha vida, minha perspectiva, meu horizonte intelectual e emocional, é a melhor ferramenta de marketing de alcance mundial que já vi, e é de graça"

Ninguém liga para sua empresa (veja o vídeo)

"Eles inventaram a TV para vender propagandas para você. Inventaram o rádio para vender propagandas para você. Inventaram os jornais para vender propagandas para você.

Não é por isso que inventaram o youtube. Não é por isso que inventaram a internet. A internet não liga para você. As pessoas não precisam ficar assistindo ao canal 7. Elas podem se entreter por horas apertando o botão StumbleUpon.

Se alguém for assistir a um vídeo seu, eles não o farão por sua causa, mas por causa do 'eu'. Eu, eu, eu, minha pessoa favorita, eu. Eles não vão ver e-mails sobre você, eles lerão e-mails sobre eles [...] Se você fizer um vídeo sobre como sua fábrica é 12% mais eficiente... humm (bocejo) eu não vou"

Sobre redes sociais nos negócios (veja o vídeo)

"Não é valor real ter milhões de amigos no facebook. Porque não são seus amigos mesmo, apenas não querem te ofender apertando o botão de ignorar. E se você tem 25 mil seguidores no twitter porque faz umas piadas sujas a cada hora, isso também não é muito útil para seu negócio.

A internet é uma festa gigante com as pessoas se conectando ao máximo e vendo 'quem gostou de mim hoje?', 'quem falou de mim hoje?' - mas um dia quando pedir que fechem um contrato de $ 100 mil, ai nada disso importa.

O que importa são os relacionamentos reais. Eu tenho relacionamentos reais com milhares de pessoas no mundo. Pessoas que nunca vi mas que eu poderia mandar um e-mail pedindo para dormir na casa delas por 3 dias quando estiver na cidade. Por que fazemos coisas um pelo outro. Por que trocamos idéias relevantes. Pessoas se conectam por coisas reais [...]

Networking sempre é importante quando é real, e sempre é uma distração sem valor quando falso [...] O que importa é: 'Por quais dessas pessoas eu sairia do meu caminho? E quantas mudariam o caminho delas por mim?"

4 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

12.8.09

É muito ESCULACHO nessa vida

Vi essa cena a uns anos atrás. Vira-e-mexe, lembro dela e fica na cabeça por vários dias.


http://www.youtube.com/watch?v=Ch8cGQjbgK0

Quanto anos será que ele tem? Uns 13? É inteligente, se frequentasse uma escola e depois arrumasse um emprego, poderia realizar muitas coisas. Quanto custa para tirá-lo das ruas? Dar casa, estudo? Uns R$ 800 por mês? Será que tá vivo ainda?

O dinheiro daquele castelo poderia tirá-lo das ruas junto com 6.250 meninos iguais a ele, por 5 anos ou mais. Tempo suficiente para adquirir uma profissão e se integrar.

O governo economizaria com FEBEMs, prisões, policiamento; a humanidade se beneficiaria de tudo o que ele poderia realizar, e que jamais poderemos prever.

No centro de Campinas-SP tem prédios, bancos, igrejas - à noite ficam vazios - e o lado de fora cheio de gente dormindo, com fome, com frio, sem perspectivas, sem chances.

Como disse Darcy Ribeiro, o Brasil é um moinho de moer gente. Gente endividada, escravizada, marginalizada, criminalizada ou alienada; tudo para satisfazer as extravagâncias de uns doentes egomaníacos.

Não é preciso muito para erradicar essa situação, e mesmo assim não dão (aquilo que nem é deles, mas do povo por direito).

Não acredito em política, nem em caridade. Acredito em trabalho, conscientização e educação. Acredito em melhorias graduais, contínuas e que se propagam.

Vou trabalhar, estudar, e parte importante dos meus objetivos é me envolver com inclusão digital (videogame em lan houses não conta), microcrédito, empreendedorismo jovem e outras questões chaves. Tomara que um dia eu faça alguma diferença nisso aí.

Para ver todo o documentário:

4 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

11.8.09

Muhammad Ali

Assisti o filme e curti demais! Fui ler sobre ele e o cara era fora de série não só como atleta, mas também pelo seu posicionamento pessoal e político.

"Vou mostrar para vocês como sou grande"

(Muhammad Ali)


Como boxeador, Muhammad Ali foi o maior de todos os tempos. Chegou a aguentar 12 rounds com o maxilar quebrado, tomando porrada de outro peso pesado. Imagina!

Influenciado pelas idéias do Malcolm X, converteu-se ao islamismo, mudou seu nome Cassius Clay para Muhammad Ali e defendeu os direitos dos negros, sempre com suas declarações bombásticas.

Quando convocado para a Guerra do Vietnã, recusou-se a ir e fez fortes crtíticas políticas. Perdeu a licença de lutar e quase foi preso. Após 4 anos de recursos nos tribunais, voltou aos ringues e recuperou o seu título mundial.

Veja algumas frases dele:

"Cassius Clay é meu nome de escravo. Eu não o escolhi, e não o quero. Sou Muhammad Ali, é um nome livre, e as pessoas devem usá-lo quando vierem falar comigo ou sobre mim!"

"É a ausência de fé que faz as pessoas temerem os desafios. Eu tenho fé em mim mesmo"

"Eu não estou lutando contra um homem, estou lutando contra muitos. Aqui está um homem que eles não podem derrotar, que não podem conquistar... minha missão é libertar 30 milhões de pessoas negras"

"Apenas um homem que sabe o que é ser derrotado, pode descer até o fundo da sua alma e voltar com a dose extra de energia necessária para vencer uma luta acirrada"

"Não, não irei à 10.000 milhas da minha casa para ajudar a assassinar e queimar outra pobre nação, simplesmente para continuar a dominação dos brancos aos negros de todo o mundo.

Hoje é o dia em que tal maldade deve ter um fim. Eu disse e digo de novo. O inimigo real do meu povo está aqui.

Eu não vou desonrar minha religião, meu povo e a mim mesmo, tornando-me um meio para escravizar aqueles que lutam por sua própria justiça, liberdade e igualdade.

Se eu pensasse que a guerra traria liberdade e igualdade para 22 milhões do meu povo eles não precisariam me obrigar, amanhã mesmo eu iria.

Não tenho nada a perder por defender meus princípios. Se eu for para a prisão, e daí? Nós estivemos presos por 400 anos."

"Com o passar dos anos, minha religião mudou e minha espiritualidade evoluiu. Religião e espiritualidade são muito diferentes, mas as pessoas confundem as duas.

Algumas coisas não podem ser ensinadas, mas podem ser despertadas no coração. Espiritualidade é reconhecer que a luz divina habita em todos nós.

Isso não é de uma religião específica, mas algo que pertence a todos"

"Minha alma cresceu com os anos, e alguns dos meus pontos de vista mudaram. Enquanto eu viver, vou continuar buscando entender mais porque o trabalho do coração nunca cessa.

Por toda minha vida fui testado. Minha determinação foi testada, minha coragem foi testada, minha força foi testada. Agora minha paciência e resistência estão sendo testadas.

Em cada passo do caminho, acredito que Deus estava comigo. E, mais do que nunca, eu sei que ele está comigo agora.

Eu aprendi a viver a vida um passo, uma respiração, e um momento de cada vez, mas o caminho é longo.

Tenho buscado uma jornada de amor, procurando a verdade, paz e compreensão. E ainda estou aprendendo"

Ali vs Sonny Liston - 25/Mar/1965

5 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

10.8.09

New Strategies Require New Measurements

0 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

"Como se livrar das prisões?", Alex Castro - LLL

O blog Liberal, Libertário, Libertino do Alex Castro é um dos melhores do mundo.

Se não te faz concordar, no mínimo faz pensar e abre muito a cabeça. Já o leio a vários anos, desde de quando era no blogger, e continuo ligadíssimo em cada post novo.

Outro dia eu estava lendo uma entrevista dele e curti muito quando perguntaram:

O LLL gira em torno dessas prisões que acorrentam a humanidade. Como você conseguiu se livrar delas?

Veja a resposta:
Alex Castro - LLLBasta querer. Controle de si é tudo na vida. Quase nada na vida a gente controla mas eu mesmo, como eu reajo aos estímulos do mundo, como me coloco diante deles, isso depende de mim, sim.

E, assim, aos poucos, um dia de cada vez, eu fui me tornando menos tímido, menos travado, menos humilde, menos envergonhado, menos bundão, menos preocupado com a opinião dos outros, menos medroso, menos consumista, menos careta, essas coisas.

Mas é um processo consciente. Todas as forças do mundo nos empurram pra conformar com o rebanho. Então, “ser você mesmo” não é algo que venha naturalmente a ninguém, é uma luta diária.

Você tem que se perguntar: “hoje, eu fui a pessoa que eu quero ser?

Se gostou, tem uma infinidade de coisas boas em:

1 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

9.8.09

Dia dos Pais

Dia dos pais é o dia que mais me incomoda no ano. Detesto ver as propagandas na TV. Isso porque o meu pai foi um daqueles ótimos sabe? E não está mais aqui comigo. Enquanto esteve, curti ele ao máximo.

Espero que o pai de vocês esteja por ai por muito tempo ainda, e que aproveitem bem. Quando não estiver, posso garantir que sentirão muita a falta dele.

vídeo "What's that?" (O que é isso?):


http://www.youtube.com/watch?v=uYVqNuTTmyg

3 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

Livro "Compromisso Social e Gestão Empresarial" (David Grayson e Adrian Hodges)

Esse livro enche MUITA lingüiça, mas tem umas citações bem interessantes:

"A expansão dos mercados é muito mais rápida do que a capacidade da sociedade e de seus sistemas políticos de se adaptar a ela, quanto mais de ditar o seu rumo" (Kofi Annan)

"Das 100 maiores economias do mundo, 51 são empresas e 49 são países" (Institute for Policy Studies, 2000)

"Os governos e as ONGs precisam adquirir as habilidades das empresas em finanças, gestão, empreendedorismo e foco no cliente"

"As empresas e as ONGs precisam adquirir as habilidades do governos em equilibrar os interesses de diferentes stakeholders"

"Os governos e as empresas precisam adquirir as habilidades das ONGs em atrair e motivar pessoas talentosas, incentivar a participação, criar senso de paixão e apego aos valores"

"ABISMO DIGITAL: Metade da população do mundo nunca fez um telefonema" (Organização Mundial do Trabalho)

"Quando clientes e funcionários se importam, o mercado de ações também se importam, e os presidentes das empresas também irão se importar" (Geoffrey Colvin)

"As únicas organizações capazes de pensar e agir globalmente, e que travarão os mais importantes diálogos do séc. 21, são as multinacionais e as ONGs" (Peter Sutherland)

"As empresas inovadoras estão evoluindo da Responsabilidade Social para a Inovação Social. Elas estão na vanguarda e encaram as necessidades da comunidade como oportunidades" (Rosabeth Moss Kanter)

2 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

7.8.09

O 3º Cara

Olha o que acontece depois do 3º cara (após 1min de vídeo)


http://www.youtube.com/watch?v=GA8z7f7a2Pk

OBS: engraçado o post do Arian sobre esse vídeo Uma andorinha só... faz verão! e concordo (praticamente sempre) com o Seth Godin, quando diz que precisamos de mais "3º caras" por aí.

3 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

5.8.09

"Entusiasmo é o Requisito", Albert Einstein

"Nós agimos como se conforto e luxo fossem os principais requisitos da vida,

quando tudo que precisamos para sermos felizes é de algo que nos traga entusiasmo"


(Albert Einstein)

7 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

IBAMA - Todo mundo pode

Achei muito bacana essa campanha do IBAMA :)


http://www.youtube.com/watch?v=pEmz9J3lDw4

2 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

The Green Workplace

0 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

3.8.09

Estarei em Brasília e Goiânia nesta semana - trabaiando muito, pra variar

Quem tiver nessa área e quiser me dar um Oi, manda e-mail pra mim e a gente marca de fazer alguma coisa.

Vou estar beeeem atolado de trampo, mas ninguém trabalha 24hs por dia... e descansar é para os fracos! hahaha vou curtir cada segundo de tempo livre! :D mesmo que sejam poucos :-P

1 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

1.8.09

Fotografias de Gregory Colbert - "Ashes and Snow"

"Fui atacado por elefantes, quase engolido por uma baleia, atirado ao ar por um rinoceronte, abraçado por um jaguar, ganhei um corte de cabelo de um tubarão, fui perseguido por um hipopótamo, e fiquei de joelhos com malária e dengue.

Mas fui capaz de escapar do maior perigo de todos.
Nunca deixei de explorar as coisas que me tornavam mais aberto, ou que eu amava.
"

(Gregory Colbert)

No filme "Ashes and Snow" (2005, 63 min), o fotógrafo canadense Gregory Colbert mostra imagens MARAVILHOSAS de pessoas e animais vivendo em harmonia.... um dos trabalhos de fotografia mais comoventes que eu já vi, sem dúvida nenhuma =)



Além do filme, o projeto também engloba uma exposição itinerante, passando por diversas cidades (Veneza, NY, Tóquio, Cidade do México, etc), com mais de 10 milhões de visitas - e se autoproclama a exposição mais visitada de um artista vivo, de todos os tempos! UAU! :)

E inclui também um livro, como se fosse uma troca de 365 cartas de um marido para sua esposa, contando suas experiências de uma viagem de 1 ano ao redor do mundo. Achei em PDF pra baixar, deu só um gostinho, o livro físico deve ser fenomenal =)

"Os animais não podem ser avaliados pelo homem. Num mundo mais velho e completo que o nosso eles se movem confiantes e completos, dotados com extensões dos sentidos que nós perdemos, ou nunca possuímos, guiando-se por vozes que nós nunca ouviremos."

(Henry Beston)

Ashes and Snow - Trechos:
"Ashes and Snow" by Gregory Colbert #CC - YouTube

a cena que começa em 0:30 é fodástica!! =)








"Os animais, eles são tão plácidos e reservados,
Eu fico em pé e os observo longamente.
Eles não se queixam de sua condição,
Não ficam acordados nas trevas nem lamentam seus pecados,
Não me enjoam discutindo seus deveres perante Deus,
Nenhum está insatisfeito, nenhum está ensandecido com a mania de possuir coisas,
Nenhum se ajoelha ao outro, nenhum para os de sua espécie que viveram milhares de anos atrás,
Nenhum é respeitável ou infeliz sobre toda a terra."

(Walt Whitman)







Ashes and Snow - Trechos:


a cena que começa em 1:30 é bem bonita... =)



"Quando dei início a Ashes and Snow em 1992, comecei a explorar o relacionamento entre os homens e os animais de dentro para fora. Na descoberta da linguagem partilhada e das sensibilidades poéticas de todos os animais, trabalho no sentido de restabelecer o plano comum que um dia existiu quando as pessoas viviam em harmonia com os animais"

(Gregory Colbert)










Veja o filme completo - Ashes and Snow (2005, 63 min)



5 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us
Blog Widget by LinkWithin