1.2.10

42 Anos da Fotografia "Executando Vietcongue" - Eddie Adams

Essa foto já me fez pensar em muitas coisas, não apenas pelo horror da imagem em si, mas por toda a história em volta dela.

1/Fev/1968 - Saigon, Vietnã - Nguyen Ngoc Loan executa Nguyen Van Lem
Foto por Eddie Adams -
vídeo da cena

Foi a de maior reconhecimento da carreira do grande fotojornalista Eddie Adams, e lhe rendeu o prêmio Pulitzer. Causou repercussão mundial e contribuiu para posicionar a opinião pública americana contra a Guerra do Vietnã.

No entanto, disse ele que nunca deveria tê-la batido.

"O general matou o vietcongue, e eu matei o general com minha câmera. Fotografia é a mais poderosa arma no mundo.

As pessoas acreditam nela; mas fotografias mentem, mesmo sem manipulação. Elas são apenas meias-verdades [...]

O que a fotografia não diz é 'O que você faria se fosse um general, naquela hora e lugar de um dia quente, e pegasse um cara mau após ter explodido um, dois ou três americanos?' [...]

A foto arruinou a vida dele. Quando ele ficou doente, fui visitá-lo no hospital. Ele nunca me culpou pela foto. Ele sempre usava o clichê 'Eu estava fazendo o meu trabalho e você, o seu' [...]

Eu não quero machucar as pessoas, não é isso que quero fazer como fotógrafo [...]

Ele era um herói, a América deveria chorar por ele.

Segundo Adams, o general Loan era admirado pelos vietcongues e ajudava na construção de hospitais e no amparo a orfãos de guerra. Era alguém que lutava por seu país e modo de vida. O prisioneiro havia matado famílias e colegas do general.

Eu não chamaria uma pessoa que mata outra a sangue frio de herói, apenas entendi que definir bom e mau na vida real é mais complicado do que parece, e portanto, devemos ter cautela antes de julgar (e sentenciar) os outros na nossa cabeça.

Eddie Adams fala sobre a foto (em inglês)


http://www.youtube.com/watch?v=Bv11KilBpHQ


Em 2008 lançaram um documentário sobre a vida de Eddie Adams, chamado An Unlikely Weapon (Uma Arma Improvável).

Eddie registrou com suas lentes 13 guerras, pobreza e miséria nos 4 cantos do mundo, manifestações, e retratos de importantes personalidades.




Abaixo, trechos de um entrevista com ele:

Acho que estive em todos os campos de refugiados do mundo e vi mais pessoas morrendo do que a maioria - desastres, guerras, fome. E chegou um ponto em que eu não aguentava aquilo [...]

Uma vez eu estava fotografando uma criança morrendo de fome, eu mirava a câmera e ao mesmo tempo virava minha cabeça para o lado, pois eu não podia lidar com aquilo. A dor deles. Dentro, sempre, eu chorava mais e mais, porque tudo que eu podia fazer era bater uma maldita foto. Apenas isso [...]

Mas sabe, eu não levo a vida muito a sério - é um jogo grande. Vi muitas pessoas morrerem por não encarar as coisas dessa forma [...]

Cada vez que eu ia para a guerra eu dizia "Nunca mais". E falava sério. [...]

Zia, 1º ministro do Paquistão, era considerado por muitos um cara mau [...]. Pediram que tirasse uma foto dele com sua filha. E então ele trouxe sua menina de 12 anos, que tinha deficiência mental. Ele tinha orgulho dela, claramente a amava muito. Pareceu um bom homem para mim [...]

Bruce Harris é outro, trabalhando na Guatemala - definitivamente um ser humano de verdade. Nós saímos à noite para uma área com prostitutas de 10 anos de idade, meninas pequenas; a polícia atirou nelas para que saíssem das ruas; Eu não podia acreditar naquilo [...]

Naquele barco, não havia espaço para deitar, então todos tinham que sentar reto, acordado ou dormindo. Não posso descrever o desespero. Foram fotos dramáticas de mães com crianças meio-mortas em seus braços [...]

Em qualquer campo de refugiados, onde coisas terríveis aconteceram, onde corpos se acumulam, e com doenças por toda parte, você ainda encontra crianças que recebem a câmera com um sorriso. Esta foi a primeira vez na minha vida que nenhum criança sorria. Eu chamei as fotos de "o barco dos sem sorrisos".


Vídeo com algumas fotos de Eddie Adams:

(e uma música belíssima - Comptine D'un Autre Ete do Yann Tiersen)


http://www.youtube.com/watch?v=Mj_XPzTCWPI

Para saber mais sobre ele:



Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

1 comentários:

Neto Vilhena disse...

Parabéns Nicholas pela iniciativa...foi o primeiro trabalho solidário, social e humanista que vi nos blogs, quem é pai como eu sabe a importância deste banner. abraço e Deus o abençoe!

www.netovilhena.blogspot.com

Blog Widget by LinkWithin