27.4.10

Documentário "Capitalism: A Love Story" - Michael Moore

"Salvem os Diretores das Empresas"

"Colocamos nas capas das revistas gente que ganha bilhões de dólares.

Ignoramos policiais, bombeiros, professores, enfermeiras, que todos os dias trabalham para melhorar a vida das pessoas [...]

Eu me nego a viver num país assim. E não vou sair daqui.

Vivemos no país mais rico do mundo.

Merecemos um trabalho decente, assistência médica, uma boa educação e uma casa para chamarmos de lar [...]

É um crime não o termos.


E nunca iremos tê-lo, enquanto o sistema enriquecer poucos às custas de muitos [...]

Temos de substituí-lo por algo que seja bom para todos.

E esse algo se chama DEMOCRACIA [...]

Quer saber? Já não posso mais continuar isto a menos que vocês, que estão me assistindo, queiram se juntar a mim. Espero que queiram.

Por favor, apressem-se"


(Michael Moore)


EU SOU MUITO FÃ DO MICHAEL MOORE!!! \o/


Eu achei esse documentário "Capitalismo - uma História de Amor" o piorzinho de todos dele:
  • Tiros em Columbine - sobre a piração que leva jovens a entrarem atirando nas escolas
  • Fahrenheit 9/11 - sobre as mentiras do 11 de Setembro
  • SiCKO - sobre a desumanizante situação da Saúde nos EUA
  • Roger e Eu (de 1989) - sobre a destruição social causada pel fechamento de uma fábrica da GM
Ainda assim, é FODÁSTICO. =) O tema chama muito a minha atenção: Crise Financeira de 2009.

Eu não sou americano, mas me REVIRAVA DE ÓDIO quando lia sobre a ajuda de 700 BILHÕES de DÓLARES aos bancos e corporações irresponsáveis.

Fazendo uma conta de padaria rapidex aqui, para ter uma noção, é perto do que o Brasil investiu em educação nos últimos 10 anos! (O Brasil investe cerca de 4% do PIB ao ano em educação, o PIB em 2007 foi 2 trilhões de US$, etc etc foi assim que fiz a conta)

Enquanto isso, aqueles que trabalham de verdade continuavam perdendo seus empregos e moradias por causa das dívidas.

O filme fala também:
  • Do mercado de "roubar casas" em que os bancos atuam
  • Dos seguros de vida que grandes empresas fazem sem os funcionários saberem, ficam torcendo para que eles morram, ganham uma milhões com a morte deles e família nem fica sabendo.
  • De um reformatório privado que prendia jovens sem julgamento justo apenas para alcançar a meta financeira da instituição
  • Do baixo salário de pilotos, que não conseguem se sustentar e prejudicam a segurança ods vôos.
  • Da complexidade dos investimentos em derivativos, que chega-se a um ponto onde não se sabe quando estão infligindo a lei ou não.
  • Dos jovens estudantes que já começam a vida completamente endividados em financiamentos estudantis
  • Da redução absurda de direitos trabalhistas e sociais no país mais rico do mundo
  • Do domínio econômico, social e político de poucos sobre muitos

A liberdade pregada pelo capitalismo é sobre todos serem capazes de buscar sua felicidade, de escolher como levar sua vida sem prejudicar o coletivo.

E NÃO para poucos ficarem LIVRES PARA EXPLORAR, DOMINAR e SE APROVEITAR do coletivo.

Amo a idéia de liberdade, de livre iniciativa, de ter oportunidades para alcançar nosso potencial e de desenvolvimento tecnológico. Mas não acho que paga a exploração e a opressão da grande maioria que não usufrui de nada disso.

Peão: Quanto mais eu trabalhar, mais rápido serei rei.
Rei: Quanto mais ele trabalhar, mais tempo serei rei.


Veja mais: Salvando da Fome os de Barriga Cheia

Trailer



http://www.youtube.com/watch?v=1tI1RTAQc2M


"Não somos pobres, somos roubados"

(Anônimo)




Clique Aqui para ver os Melhores Trechos


O CIDADÃO "IDEAL":
"Fique Calmo e Compre Coisas. Trabalhe Muito e Seja Gentil."
via www.flickr.com/dinosonic



Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

5 comentários:

JoeFather disse...

Meu amigo! Que postagem dígina de aplausos! Vou recomendá-la imediatamente...

Abraços renovados!

Raul Andrade disse...

ótimo Nicholas, Curti demais. Não sou um fã do Michael Moore. Mas gosto dele por ser Polêmico e mostrar a verdade por trás das ilusões que nos são passadas. O cara é corajoso!rs

E sua postagem ficou Muito completa!
Agora fico da dúvida se assisto ao Documentário!?rs

Abraços!

Fábio dos Santos disse...

Ótimo. Eu também adorei a sua crítica à supervaloziração dos mais abastados da sociedade, em detrimento daqueles que, quase que anonimamente, tentam construir uma nação mais digna e humana. Excelente matéria.

Fábio dos Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Canteiro Pessoal disse...

Nicholas. Concordo com a frase do não pobres, mas roubados.

Priscila Cáliga

Blog Widget by LinkWithin