10.4.10

Livro "Man's Search For Meaning" - Viktor Frankl

"Encontrei o significado da minha vida, ajudando os outros a encontrarem o sentido das suas vidas"

(Viktor Frankl)



O livro "Homem em Busca de Sentido" é um relato da experiência do brilhante psiquiatra Viktor Frankl, que foi deportado junto com sua família para campos de concentração e sobreviveu - ele apenas.

Como médico, arriscou a própria vida salvando os judeus, sabotando as ordens de praticar eutanásia nos pacientes. No campo de concentração, realizou trabalhos forçados e sofreu todo o tipo de desumanização.

Mesmo assim, como psicólogo, encontrou significado em sua existência desvendando o que faz as pessoas suportarem e verem sentido na vida sob condições tão difíceis.

O livro é divido em 3 parte principais: a chegada ao campo, o durante e após a libertação.

Sem massacrar as descrições das torturas e abusos que sofriam, ele se atém às evidências do que leva as pessoas a superarem às dificuldades e encontrarem o seu chamado interior, o seu propósito maior.

Gostei demais de vários trechos do livros, do valor das pequenas coisas, da espiritualidade, heroísmo, dignidade, solidariedade.. que afloram em pessoas comuns mesmo frente às piores circunstâncias. Muito bom!

"Quando percebi que o máximo que poderiam fazer era prender meu corpo, foi quando descobri a extensão da minha liberdade"

(Henry Thoreau)


Viktor Frankl

Veja alguns trechos:

"Nós que vivemos em campos de concentração podemos nos lembrar dos homens que percorriam as barracas para confortar os outros, e abriam mão de seu último pedaço de pão. Eles podem ter sido poucos, mas provaram de que tudo pode ser tirado de um homem, exceto uma coisa: a última de suas liberdades — escolher sua atitude diante uma determinada circunstância, a escolha de seu próprio caminho."

"Nós podemos encontrar sentido na vida de 3 maneiras diferentes: (1) fazendo um trabalho notável (2) vivenciando algo ou encontrando uma pessoa de valor (3) através da atitude que tomamos diante do sofrimento inevitável.

"Não procurem o sucesso. Quanto mais o procurarem e o transfomarem num alvo, mais vocês vão errar. Porque o sucesso, como a felicidade, não pode ser perseguido; ele deve acontecer, como resultado de uma dedicação pessoal a uma causa maior, ou como subproduto da entrega pessoal a outro ser."

"Quero que vocês escutem o que sua consciência diz que devem fazer e coloquem-no em prática da melhor maneira possível. E então voces verão que a longo prazo - estou dizendo a long prazo! - o sucesso vai perseguí-los, precisamente porque voces esqueceram de pensar nele"

"O amor é o último e mais alto objetivo que um homem pode aspirar [...] A salvação do homem é através do amor e no amor. Eu entendi que um homem que nada tem nesse mundo, ainda pode conhecer a alegria, nem que por um breve momento, na contemplação da imagem da pessoa amada."

"O que um homem realmente precisa, não é de nenhuma tensão, mas sim um estado de desafio e luta, por um objetivo que tenha valor para ele. O que ele precisa não é descarregar a tensão a todo custo, mas de um sentido potencial a ser alcançado por ele."

"Um homem consciente de sua responsabilidade para uma pessoa que espera afetuosamente por ele, ou para um trabalho ainda não terminado, nunca abrirá mão de sua vida. Ele sabe o 'porquê' da sua existência, e estará pronto para suportar qualquer 'como'".

"A Liberdade não é a última palavra [...] A liberdade pode degenerar em Libertinagem, quando não é vivida com Responsabilidade [...] Sempre recomendei aos americanos que, ao lado da Estátua da Liberdade, levantassem outra, a Estátua da Responsabilidade"

"Pode parecer que estou inventando; parece um poema para mim. Essa jovem moça sabia que iria morrer nos próximos dias. Mas quando conversamos, ela parecia feliz apesar desse conhecimento. "Eu sou grata ao destino por ele ter sido tão duro comigo", ela disse. "Na minha vida formal, eu era negligente e não levava as realizações espirituais a sério". Apontando para a janela, ela disse "Essa árvore aqui é a única amiga que tive em minha solidão" [...] Eu perguntei se a árvore respondia. "Sim". O que ela diz? "Ela diz 'Eu estou aqui, eu estou aqui - sou a vida, a vida eterna.'

Pais, Mães, Maridos, Esposas, Filhos - judeus em Auschwitz.



Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

3 comentários:

Canteiro Pessoal disse...

Nicholas, amei, desta vez me deixaste sem palavras. Apenas sou remetida num escrito de Karl.

----

No mais mineral das prosas altas,
onde a viola de chuva se esconde,
lá onde as piscinas ondulam tempestuosas,
quando o escarcéu das águas se avulta,
lá a voz selvagem e as iguanas sedentas,
lá, na voz, se aclara a palavra nunca vista
e a obsedante garoa rega a pedra da elegia.
No alto-mar de transparente massa cristalina,
quanto mais ao alto-mar de silêncio perto,
mais a voz vai aclarando,
se antiga é a alma que se vislumbra,
assim das profundas mostra claro e radiante
o mineral das prosas altas
que serena o que, nas sedentas, há de árido.

Karl, Fernando José- Viola de chuva

Abraços!

Priscila Cáliga

ana laura disse...

Ola Nicholas,

Marquei este na minha lista. Parece-me excelente o livro. Bom que ainda nos surpreendemos com a extensão do nazismo, mas melhor ainda a extensão do homem e sua humanidade.

Gosto disso. Gosto de pensar que nossa humanidade e sentido real da vida estão ligados a uma noção de empatia e solidariedade. Afinal, não somos ilhas.
E espero que na história não seja preciso viver os mesmos horrores para entender as mais simples lições sobre o respeito.

Daniel Santos disse...

Simplesmente genial os insights de Viktor Frank !!!
Este livro será um dos próximos na minha lista de leitura.
*
butecoformal.blogspot.com.br

Blog Widget by LinkWithin