16.7.10

Filme "The Edukators" (Die Fetten Jahren Sind Vorbei)


Sinopse

Jan e Peter são amigos e fundaram o movimento "The Edukators", que protesta contra a concentração de renda. Os dois invadem casas da alta sociedade, bagunçam móveis, mas nunca roubam nem machucam ninguém. O objetivo é dar uma lição nos ricos.

Jule, a namorada de Peter, tem problemas financeiros por causa de um acidente em que bateu em uma mercedez, e desde então, é obrigada a pagar uma indenização mensal a Hardenberg, um bem sucedido homem de negócios.

Enquanto Peter está viajando, Jan e Jule planejam uma ação na casa de Hardenberg. Eles começam a se envolver e a história segue um rumo inesperado.

-----------------------------------------------------

Este filme é bacaninha. Eu estava escrevendo aqui e buscando as imagens no google, quando caí num post do André Nunes Batista sobre o filme, e é um dos melhores que já li.

Nem vou escrever mais nada, recomendo ler o post dele! :)

Clique para ver:
[resistência] « tagesuhu

Melhores Trechos do post:

"O filme tenta chamar a atenção do espectador para a angústia dos jovens da atualidade, que vivem em um mundo onde a revolução já foi intentada de diversas formas e falhou em todas, um mundo onde o capitalismo prevaleceu e parece não haver mais espaço para qualquer idealismo, um mundo onde a juventude não encontra vazão para as suas angústias e, além do mais, parece estar cercada por ceticismo e conformismo.

Sendo eu mesmo um jovem, senti-me particularmente afetado pelo sentimento que o filme busca passar. Em nossa sociedade parece não haver de fato qualquer espaço para mudança outra que não seja a mudança conforme as regras do sistema.

O idealismo e a utopia são vistos pelos próprios jovens como demonstrações de imaturidade. O questionamento ao sistema tem ares de anacronismo. O pensamento crítico parece ter sido incorporado pelo sistema vigente como um modo de dar vazão à energia que, se melhor focada, poderia de fato abalar as bases de nossa sociedade."

"As pessoas que não estão no grupo de elite não sonham com uma outra sociedade, elas sonham em fazer parte da elite."

"A todo tempo funcionam ao nosso redor mecanismos que buscam captar nossa atenção para evitar que empenhemos nosso tempo e energia de forma livre. No filme, Jan alude a esta idéia falando da TV.

De fato a tv tem um poder de anulação impressionante, mas eu acho que ele é enfraquecido por ser muito evidente. Menos evidente parece-me o poder de enfraquecimento que tem nosso sistema educacional, o modo como nos acostumamos a obter o conhecimento, dentre muitas outras coisas. Aprendemos que a instrução é item basilar para a inserção social."

"Não existe espaço para a iniciativa individual. As pessoas conformaram-se com a postura passiva e orgulham-se de conquistas passivas. O ideal de muitos tornou-se conquista um título, seja ele acadêmico,profissional, mobiliário ou imobiliário. Todos emblemas de conquistas passivas e prêmios dados, não construídos.

Nesse sentido é emblemático o conceito de pró-ativo trazido diretamente do mundo do business. Num primeiro momento, parece que o sujeito pró-ativo seria o oposto do sujeito passivo.

A verdade é exatamente o inverso. O sujeito pró-ativo é justamente o ideal da passividade. O pró-ativo nada mais é do que aquele que busca por si mesmo fazer o que se espera que ele faça. Toma a iniciativa em cumprir bem um papel pré-moldado."

"Particularmente, não acredito em revolução que não seja a individual."

"Muito pelo contrário, creio que a saída encontre-se na resistência individual, na conjunção de esforços individuais. Se queremos mudança, e lembre-se, somos poucos, devemos construí-la. Para construí-la, o primeiro passo é rejeitarmos os modelos.

Não se pode construir nada verdadeiramente novo a partir de premissas velhas. Assim, o começo, para mim, encontra-se na busca individual por libertação e o cerne da libertação encontra-se no conhecimento e na maneira como o recebemos, o trabalhamos e o repassamos.

Os hackers chamariam a isto de tinker, os samurais chamariam de budo (ou caminho do samurai), C. G. Jung chamaria de individuação e a sociedade em geral chamaria de autodidata, todos conceitos irmãos para a idéia latente de busca individual de superação e aprimoramento."

"É difícil e angustiante tentar acreditar em mudança em nossos dias, mas acho que não existe nada mais mórbido do que o simples conformismo.

Trailer



http://www.youtube.com/watch?v=MB1UMfC8koc


Melhores Trechos do Filme

"O que antes era subversivo, hoje se compra em lojas. Camisetas do Che Guevara, adesivos anarquistas. Por isso, acabaram os movimentos juvenis. Acham que tudo já foi feito. Outros tentaram e falharam. Por que daria certo conosco?"

"- Quantas pessoas lá embaixo estão pensando em revolução?
- Neste momento, não muitas.
- Às 22:45, estão vendo TV. Provavelmente. Os europeus passam quatro horas por dia diante da TV. Quatro horas!
- Um horror!
- Não sobra tempo para idéias revolucionárias."

"- Quantas horas por dia você trabalha?
- 13, 14 horas, tranqüilamente.
- O que faz com tanto dinheiro? Você acumula coisas. Coisas grandes e caras. Carrões, mansões, um iate. Um monte de coisas pra dizer: ''Sou um macho alfa''. Não vejo outra razão. Nem tem tempo pra curtir o seu iate. Então, por que sempre quer mais?
- Vivemos numa democracia. Não devo explicações sobre meus bens. Paguei por eles.
- Errado. Vivemos numa ditadura do capital [...]
- Posso bancar mais coisas porque trabalho mais. Tive as idéias certas na hora certa [...]
-Papo furado.
-Todos têm chances iguais [...]
- No sudeste da Ásia, muitos trabalham atê 14 horas por dia... e não têm mansões. Ganham 3O euros por mês. Também tem boas idéas... mas não conseguem pagar um ônibus à cidade vizinha.
- Desculpe por eu não ter nascido na Ásia.
- Mas ainda assim pode tornar suportável a vida lá. O Primeiro Mundo devia perdoar a dívida do Terceiro Mundo [...] Vocês os querem pobres! Para poder controlá-los... forçá-los a vender seus produtos a preços ridículos."

"- É a regra básica do sistema: exaurir todos até o limite... ...para que não possam reagir.
-Não é verdade. Claro, precisamos melhorar as coisas. Proteção ambiental, aumentar os preços do produtor... ...mas o sistema não vai mudar.
-Por que não? [...]
- É da natureza humana querer ser melhor que os demais. Todo grupo logo elege um líder. E a maioria só fica feliz quando compra algo novo.
- "Feliz"? Acha que as pessoas são felizes, Hardenberg? Abra os olhos. Saia do seu carro... ande pelas ruas!

Elas parecem felizes ou parecem animais assustados? Veja suas salas de estar. Todas grudadas na TV... ouvindo zumbis chiques falarem sobre uma felicidade perdida.

Dirija pela cidade. Verá a imundice, a superpopulação... pessoas feitos robôs nas escadas rolantes das lojas. Ninguêm conhece ninguém. Acham que a felicidade está ao alcance... mas ela é inalcançável [...]

Mas tenho uma notícia pra você, executivo: a máquina superaqueceu. Somos só os precursores. Sua época está para acabar.

Enquanto você surfa na tecnologia, outros sentem ódio. Como as crianças das favelas vendo filmes de ação americanos. É só o começo.

Haverá mais. Mais casos de insanidade... serial killers, almas destruídas, violência gratuita.

Não pode sedar todo mundo
com game shows e shoppings... e os antidepressivos não irão funcionar para sempre.

O povo está cansado da merda do seu sistema.

- [...] Eu jogo o jogo, mas não fiz as regras.
- Não importa quem inventou a arma, e sim quem puxa o gatilho."

"- Não concordo com o que estão fazendo, mas os seus argumentos... me lembram minha juventude [...] Eu era diferente pacas. Cabelão comprido... jaqueta surrada, uma boca-de-sino... a infame boina, o próprio revolucionário [...]
- Como alguém com o seu passado vive como você? Você teve ideais.
- Meu pai dizia: ''Menos de 3O, sem ser de esquerda: desalmado. Mais de 3O e ainda de esquerda: burro'' [...] Acontece devagar, aos poucos. A gente nem nota. Um dia, vendemos o carro velho. Queremos um mais confiável, com ar-condicionado e seguro. Você se casa, constitui família, compra uma casa. Educar os filhos custa caro. Segurança. Você faz dívidas, trabalha para pagá-las e age como os demais. Até que numa eleição, pra sua surpresa... seu voto é conservador."

"- Achei que dinheiro traria liberdade. Pelo contrário. Há o peso da responsabilidade.Às vezes, me sinto numa prisão.
- Pare de reclamar. Três milhões por ano não compensam?
- Não sei o que fazer com o meu dinheiro.
- Dê pra quem precisa. Com o seu salário anual... você evita que 1.OOO pessoas morram de fome.
- Soa piegas, mas é verdade. Eu podia fazer isso, mas apenas uma vez.
- Então faça!
- Sinceramente, Peter, já pensei em desistir de tudo. Vender tudo, ir pro interior... viver modestamente com a minha mulher, nós dois lecionando... como quando éramos estudantes. Pobres, mas felizes. Éramos apaixonados."



Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

4 comentários:

Thatiana disse...

2 posts num dia só! :O

Nunca tive muita paciência pra filmes, se ele começar a ficar cansativo ou ruim caio no sono... mas preciso confessar que atualmente to curtindo. Acho que isso ta acontecendo pq to escolhendo bem o que assistir, só começo quando vejo que a indicação (de pessoas confiáveis, é claro rs)é razoável mesmo sabendo que gosto é algo muito pessoal. Ah e tb pq aprendi a baixá-los na net hehe.

:*

Canteiro Pessoal disse...

Nicholas, brilhante! Definitivamente, seus post's estão cada vez na lista de uma obra prima. És um garimpador nato, implacável em teorias e prática em trilho de mãos dadas, de uma determinação invejável. Sinceramente, como tenho aprendido contigo ave rara. Estou com uma semana de folga, seria 2, mais devido os atendimentos, pude pegar apenas uma semana, aproveitarei para preparacão à bancada [TCC], [cancelada ida à Campinas, infelizmente, como queria ir, tinha tudo esquematizado, mas...] então, mergulharei no colocar a casa em ordem, pegar o festival de Teatro [assistir todos que me forem possíveis], mas espero esbarrar contigo no msn.

Priscila Cáliga

Canteiro Pessoal disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
brunabora disse...

Baixar o Filme - Os Educadores [The Edukators] = http://is.gd/ItUypc

Blog Widget by LinkWithin