29.10.10

O Ser Humano é Incrível

Olhe o que treino, foco, dedicação.. (e coragem rs) podem fazer. Qual outro animal pode fazer isso?

vi no BizRevolution. Curti muito o que ele falou:
"O babaca do faustão deveria PARAR de exibir aquele lixo das vídeos cassetadas onde fica rindo das pessoas que se estrepam naqueles vídeos caseiros, e começar a exibir vídeos novos, atuais, onde mostra o SER HUMANO arrebentando"


http://www.youtube.com/watch?v=Vo0Cazxj_yc

0 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

28.10.10

11A - Ginásio de Escalada

Tá punk né.. último ano de facul, muito trabalho em grupo, tô de saco cheio já.

Comecei a pagar mensalidade na Onze A, pra dar uma desencanada.. e tô curtindo absurdo =)


http://www.youtube.com/watch?v=RF6_waPxUnY


Mas não tô viciado que nem na época da Alpino, vixe lá era a minha segunda casa! (a minha moto é minha 3ª, a livraria cultura é a 4ª...)

Eu saía voando do meu trabalho, ia lá TODO DIA e ficava até fechar. Só ouvindo um som, escalando... tomando suco, sorvete, coca-cola... zoando e sendo zoado, dava muita risada. Foi uma das épocas mais felizes da minha vida.

Quando fechou, fiquei triste mesmo, parecia um orfão, o Fernando Demonte era como uma mãe pra mim :-P hahahaha

Olha como era a Alpino, para mim era o melhor ginásio de escalada do mundo:


http://www.youtube.com/watch?v=P9pbi3OjTXc

1 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

27.10.10

Amor e Sexo na visão da Ayn Rand


"- O senhor acha que eu tenho um terrível complexo de inferioridade?

- Não, absolutamente não!

- Só esse tipo de homem passa a vida correndo atrás de mulheres [...] Pois o homem que sente desprezo por si mesmo tenta obter amor-próprio por meio de aventuras sexuais [...]

o que é inútil, porque o sexo não é a causa, e sim o efeito e uma manifestação da imagem que um homem faz do próprio valor [...]

O amor é cego, dizem. O sexo é imune à razão [...]. Mas, na verdade, a escolha sexual de um homem é o resultado e o somatório de suas convicções fundamentais.

Diga-me o que um homem acha sexualmente atraente que lhe direi qual é toda a sua filosofia de vida. Mostre-me a mulher com que ele dorme e lhe direi a imagem que ele faz de si próprio [...]

o ato sexual é [...] um ato que força o homem a ficar nu tanto no corpo quanto no espírito e a aceitar seu ego verdadeiro como padrão de valor [...]

O homem que está convicto do seu próprio valor e dele se orgulha há de querer o tipo mais elevado de mulher possível, a mulher que ele admira, a mais forte [...]

porque somente a posse de uma heroína lhe dará a consciência de ter realizado algo, não apenas de ter possuído uma vagabunda desprovida de inteligência [...]

Ele não tenta ganhar seu valor, e sim exprimí-lo. Não há conflitos entre os padrões da sua mente e os desejos de seu corpo.

Mas o homem que está convencido de que não tem valor será atraído por uma mulher que despreza, porque ela refletirá o seu próprio eu secreto e lhe proporcionará uma fuga daquela realidade objetiva em que ele é uma fraude [...]

Observe o caos que é a vida sexual da maioria dos homens e repare no amontoado de contradições que constitui a sua filosofia moral. Uma deriva da outra.

O amor é nossa resposta aos nossos valores mais elevados e não pode ser outra coisa. O homem que corrompe seus próprios valores e a visão que tem da sua existência [...] se parte em dois.

Seu corpo não lhe obedecerá, não reagirá da forma apropriada e o tornará impotente em relação à mulher que ele afirma amar, impelindo-o para a prostituta mais abjeta que puder encontrar [...]

Então, vocifera que seu corpo tem desejo abjetos que sua mente não consegue dominar, que o sexo é pecado, que o verdadeiro amor é uma emoção puramente espiritual. E então ele não entende por que o amor só lhe provoca tédio, e a sexualidade, apenas vergonha [...]

observe que a maioria das pessoas é uma criatura partida em duas, que vive pulando desesperadamente de um pólo para outro.

Um dos tipos é o homem que despreza o dinheiro, as fábricas, os arranha-céus e seu próprio corpo. [...] geme de desespero porque não consegue sentir nada pelas mulheres que respeita, porém sente-se aprisionado por uma paixão irresistível dirigida a uma vagabunda que encontrou na sarjeta [...]

O outro tipo é o que chamam de prático, que despreza os princípios, as abstrações, a arte, a filosofia e a própria mente. Ele tem como único objetivo na vida a aquisição de objetos materiais e ri quando lhe falam da necessidade de considerar se objetivo ou sua fonte.

Ele acha que tais coisas devem lhe proporcionar prazer e não entende por que quanto mais acumula, menos prazer sente. Esse é o homem que vive correndo atrás de mulheres.

Observe a tripla fraude que comete contra si próprio. Ele não reconhece sua necessidade de amor-próprio, pois ri do conceito de valor moral. No entanto, sente o profundo desprezo por si próprio que caracteriza aqueles que acham que não passam de um pedaço de carne. [...]

Assim, ele tenta, realizando os gestos que constituem o efeito, adquirir o que deveria ser a causa.

Ele tenta afirmar o seu próprio valor por intermédio das mulheres que se entregam a ele e esquece que as mulheres que escolhe não têm caráter, nem julgamento, nem padrões de valores.

Ele diz a si próprio que tudo o que quer é o prazer físico, porém observe que ele se cansa de uma mulher em uma semana ou uma noite, que despreza prostitutas profissionais e adora imaginar que está seduzindo moças direitas que abrem uma exceção para ele.

É a sensação de realização que ele busca e jamais encontra. Que glória pode haver em conquistar um corpo desprovido de mente? Pois é esse o homem que vive correndo atrás de mulheres [...]

Essas mulheres estão atrás da mesma coisa que os homens que vivem andando atrás de um rabo de saia: só querem aumentar seu próprio valor por meio do número e da fama dos homens que conquistam.

Só que são ainda mais falsas, porque o valor que elas buscam nem é o ato em si, mas a impressão que vão causar nas outras mulheres, bem como a inveja que vão provocar [...]"

- Ayn Rand, trecho de A Revolta de Atlas


0 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

25.10.10

Dinheiro é a Raiz de todo o Mal? - Ayn Rand

Discurso do Dinheiro por Francisco D'Anconia. - O melhor personagem do livro A Revolta de Atlas (Atlas Shrugged) da Ayn Rand. ;)

Michael Douglas, em propaganda do filme Wall Street

"Então o senhor acha que o dinheiro é a origem de todo o mal? [...]

Ele é um instrumento de troca, que só pode existir quando há bens produzidos e homens capazes de produzí-los [...]

O dinheiro não é o instrumento dos pidões, que recorrem às lágrimas para pedir produtos, nem dos saqueadores, que os levam à força [...]

Não são os pidões nem os saqueadores que dão ao dinheiro o seu valor. Nem um oceano de lágrimas nem todas as armas do mundo podem transformar aqueles pedaços de papel no seu bolso no pão que você precisa para sobreviver [...]

O dinheiro é feito - antes de poder ser embolsado pelos pidões e pelos saqueadores - pelo esforço de todo homem honesto [...] aquele que sabe que não pode consumir mais do que produz.

Comerciar por meio do dinheiro é o código dos homens de boa vontade. O dinheiro se baseia no axioma de que todo homem é proprietário da sua mente e de seu trabalho [...]

O dinheiro permite que você obtenha em troca dos seus produtos e de seu trabalho aquilo que seus produtos e seu trabalho valem para os homens que o adquirem, nada mais do que isso [...]

é preciso oferecer valores, não dores [...] o vínculo comum entre os homens não é a troca de sofrimento, mas a troca de bens. O dinheiro exige que o senhor venda não a sua fraqueza à estupidez humana, mas o seu talento à razão humana [...]

quando os homens vivem do comércio - com a razão e não à força, como árbitro ao qual não se pode mais apelar -, é o melhor produto que sai vencendo, o melhor desempenho, o homem de melhor juízo e maior capacidade - e o grau de produtividade de um homem é o grau de sua recompensa [...]

é isso que o senhor considera mau? [...]

o dinheiro é só um instrumento [...] ele lhe dá meios de satisfazer seus desejos, mas não lhe cria os desejos.

O dinheiro é o flagelo dos homens que tentam inverter a lei da casualidade - aqueles que tentam substituir a mente pelo sequestro dos produtos da mente.

O dinheiro não compra felicidade para o homem que não sabe o que quer, não lhe dá um código de valores se não tem conhecimento a respeito de valores, não lhe dá um objetivo se ele não escolhe uma meta.

O dinheiro não compra inteligência para o estúpido, nem admiração para o covarde, nem respeito para o incompetente.

O homem que tenta comprar o cérebro de quem lhe é superior para serví-lo, usando dinheiro para substituir o seu juízo, termina vítima dos que lhe são inferiores.

Os homens inteligentes o abandonam, mas os trapaceiros e vigaristas correm atraídos por uma lei que ele ainda não descobriu: o homem não pode ser menor do que o dinheiro que ele possui [...]

se um herdeiro esta à altura de sua herança, ela o serve; caso o contrário, ela o destrói [...] não pense que ela deveria ser distribuída - criar 50 parasitas em lugar de um [...]

O veredicto que o senhor dá a fonte do seu sustento é aquele que dá à sua própria vida. Se a fonte é corrupta, o senhor condena a própria existência.

O dinheiro provém da fraude? Da exploração dos vícios e da estupidez humanos?

O senhor o obteve servindo aos insensatos, na esperança de que lhe dessem mais do que sua capacidade merece? Baixando seus padrões de exigência? Fazendo um trabalho que o senhor despreza para compradores que não respeita?


Nesse caso, o seu dinheiro não lhe dará um momento sequer de felicidade.

Todas as coisas que adquirir serão não um tributo ao senhor, mas uma acusação; não uma realização, mas um momento de vergonha.


Então o senhor dirá que o dinheiro é mau.

Mau porque ele não substitui o seu amor-próprio? Mau porque ele não permite que o senhor aproveite e goze sua depravação?
[...]

O dinheiro é produto da virtude, mas não dá virtude nem redime vícios. Ele não lhe dá o que o senhor não merece, nem em termos materiais nem espirituais [...]

O homem que venderia a própria alma por um tostão é o que mais alto brada que odeia o dinheiro - e ele tem bons motivos para odiá-lo. Os que amam o dinheiro estão dispostos a trabalhar para ganhá-lo. Eles sabem que são capazes de merecê-lo.

Eis uma boa pista para saber o caráter dos homens: aquele que amaldiçoa o dinheiro o obtém de modo desonroso; aquele que o respeita, o ganha honestamente.

Fuja do homem que diz que o dinheiro é mau. Essa afirmativa é o estigma que identifica o saqueador [...]

Enquanto os homens viverem juntos na Terra e precisarem de um meio para negociar, se abandonarem o dinheiro, o único substituto que encontrarão será o cano do fuzil [...]

Quando há comércio não por consentimento, mas por compulsão, quando para produzir é necessário pedir permissão para homens que nada produzem - quando o dinheiro flui para aqueles que não vendem produtos, mas têm influência -, quando a corrupção é recompensada e a honestidade vira um sacrifício -, pode ter certeza que a sociedade está condenada [...]

no decorrer de séculos de estagnação e fome, os homens exaltavam os saqueadores, como aristocratas da espada aristocratas de estirpe, aristocratas da tribuna, e desprezavam os produtores, como escravos, mercadores, lojistas... industriais [...]

As mentes apodrecidas que afirmam não ver diferença entre o poder do dólar e o poder do açoite merecem aprender a diferença na própria pele, que, creio eu, é o que vai acabar acontecendo [...]

Quando o dinheiro deixa de ser o instrumento por meio do qual os homens lidam uns com os outros, então os homens se tornam os instrumentos dos homens. Sangue, açoites, armas - ou dólares. Façam a sua escolha."

----

O dinheiro é um meio. Para quem busca conquistá-lo de forma honesta e merecida, como recompensa por aquilo que produziu e por sua competência, que gosta do que faz e sabe o que quer dele - traz liberdade, satisfação e realiza sonhos.

Para aqueles que o obtém sem produzir, sem merecer ou que o consideram um fim, o dinheiro será uma lembrança disso e não trará a satisfação que almejavam.

Graças ao dinheiro, cada um pode explorar sua vocação e trocá-la por produtos. Quanto mais intenso e variado o comércio entre as pessoas e as nações, mais interdependência econômica, mais foco em produtividade e desenvolvimento, menos foco em guerra.

Dinheiro é necessário, muito ou pouco, dependendo do tamanho dos seus objetivos. Obtê-lo, de acordo com o que você produz ou ajuda a produzir, honestamente, com o seu trabalho - é a raiz de todo o desenvolvimento que nossa sociedade alcançou.

Não valorizar isso é a raiz de todo o mal.


Marco Alemão - Hiperinflação 19231923, marco alemão perde o valor devido a hiperinflação.
Na foto, crianças brincando com as notas, praticamente, sem valor algum.

1 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

22.10.10

Experimentos em Psicologia

Muito bacana essa série de posts! :)

Vi no blog Não Posso Evitar, do Rodolfo Araújo.



0 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

A Filosofia é útil aos Administradores?

Este post foi publicado no blog Dr. S/A. É um blog com posts interessantes sobre carreira, administração e empreendedorismo.

Estarei escrevendo outros posts lá, espero que publiquem :)

Conheça
o site:
Dr. S/A
---------------------------------------------------

A Filosofia é útil aos Administradores?

A Escola de Atenas (Scuola di Atenas), Rafael Sanzio
Retrata filósofos gregos e personalidades da época

Mudanças, incertezas, urgência, competição – esta é a realidade no mundo dos negócios. Quando falamos de filosofia empresarial, muitos pensam: "Filosofia? Abstrata, pouco prática. Não há tempo para isso".

Esses administradores não percebem que grande parte da falta de tempo e dos fracassos nas empresas vem da falha em responder questões básicas sobre a organização, como por exemplo: quem somos, onde estamos, o que iremos fazer, como faremos, por quê.

As respostas parecem óbvias, mas em meio a tantas transformações e empresas similares, é crucial que sejam respondidas com consciência e revisadas constantemente. Isto contribui para que o administrador entenda e aproveite as particularidades da empresa e do mercado, e permite decisões mais embasadas que evitam erros e retrabalhos.

Também não podemos esquecer a crescente demanda por inovação e do excesso de informação, que exigem cada vez mais habilidades filosóficas nos administradores: pensamento crítico, capacidade de análise e síntese, interpretação, reflexão, raciocíonio lógico, argumentação, busca pelo conhecimento.

O futurista Kevin Kelly no artigo When Answers Are Cheap disse que em um mundo onde as respostas são abundantes, o valor está em fazer as perguntas certas. Segundo Kelly, o foco das escolas de negócio deveria ser o de ensinar os administradores a questionar. A internet facilitou o acesso às respostas, o diferencial não está mais em achá-las, mas em saber questionar e refletir.

Outro ponto é a forte influência que a filosofia exerce no comportamento de consumidores e colaboradores, que acaba moldando todos os aspectos da nossa cultura: arte, moral, religião, ciência, economia, política.

Mesmo em áreas da Administração - como liderança, relacionamento, crises, ética, criatividade, motivação - os grandes filósofos ofereceram insights valiosos. Citando alguns: Sócrates, Maquiavel, Nietzsche, Sêneca, Epicuro, Montaigne.

Peter Drucker, pai da administração moderna, defende a atitude filosófica nas empresas: "A atividade principal de um administrador é identificar as mudanças que já estão ocorrendo [...] O mais importante é identificar o futuro que já chegou - e desenvolver uma metodologia para analisar sistematicamente as mudanças na sociedade, na demografia, na filosofia, na ciência e tecnologia, como oportunidades de criar o futuro" (The Futurist Magazine, 1998)

Deixar de adotar uma atitude filosófica nas empresas, é ficar à deriva em um mar de opiniões e receitas para problemas que nem sempre são os nossos. As melhores soluções não se obtêm aplicando receitas na "tentativa e erro", mas avaliando as particularidades da organização e da situação, sem perder de vista os objetivos e valores fundamentais.

Aplicar a filosofia na administração tem grande utilidade para obter uma percepção mais clara do mercado e da própria organização, e irá proporcionar mais segurança nas decisões, independência de pensamento, antecipação de tendências e fortalecimento da sua capacidade de inovação.

A Morte de Sócrates, Jacques-Louis David

1 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

20.10.10

James Cameron na Campanha da Dilma - PT

HAHAHAHAHAHAHA :D



ainda tô pensando em quem votar, mas rachei de rir com isso. :-P

4 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

19.10.10

Filme "Tropa de Elite 2"


É o meu filme nacional favorito, desbancando o Tropa de Elite 1.

Os 2 Tropa de Elite, Cidade de Deus e o documentário Falcão - Meninos do Tráfico dão uma boa visão da catástrofe social que é a violência no Rio de Janeiro (e é também braba em SP).

Para um estrangeiro, deve ser difícil de entender como a situação chegou nesse ponto: crime altamente organizado, descentralizado, parasitando e corroendo o sistema "inimigo".. daria até um bom TCC de administração :-/

Na saída do cinema após o filme, ouve-se um monte de elogios ao capitão Nascimento. Até entendo, mas quero ver esse pessoal sendo parado em blitz por policiais chucros, se vão manter a mesma opinião.

Não acho que é jogando uma bomba atômica na Rocinha que se resolve o problema. A violência é reflexo de outras coisas.

As pessoas devem ser protegidas por uma polícia bem reconhecida, armada e treinada? Com certeza. Mas há ainda outras armas, tão ou mais necessárias: educação, esporte, emprego, voz, combate à corrupção.

Vi no Papo de Homem alguns vídeos do Rodrigo Pimentel, também conhecido como "o verdadeiro capitão Nascimento". Ele foi do BOPE, é especialista em segurança pública e é um dos roteiristas de Tropa de Elite. Muito interessante o que ele fala.

Entrevista para o documentário "Notícias de uma Guerra Particular". Quando ele ainda era do BOPE:


http://www.youtube.com/watch?v=h9Jngj99NlI


http://www.youtube.com/watch?v=ZAvoKor-XjQ

TEDx Sudeste 2010 - Segurança Pública tem Saída:


http://www.youtube.com/watch?v=8xyyD-b9awE

2 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

17.10.10

AGO/2010 - Campos do Jordão (SP)


http://www.youtube.com/watch?v=2FK1JagrkX0

Essa viagem foi bem bacana! Em breve vou postar o relato completo lá no blog de viagens, meu e o do Thiago:


4 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

8.10.10

Faça da sua Vida a sua Obra-Prima

Ótimo feriado para vocês! Aproveitem! ;)

2 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

Anatomia da Nova Mente Criativa - David Armano (Logic+Emotion)

Clique na imagem para ver - via Logic+Emotion, do David Armano.


As mudanças no comportamento do consumidor exigem dos profissionais uma criatividade mais ampla, que combina essas 4 habilidades principais:

  • Analítica
    Busca dados, estrutura e organização. A parte lógica disseca pesquisas e procura padrões relacionados às necessidades básicas e comportamentos humanos.

  • Expressiva
    Conta histórias e narrativas de modo convincente. Procura atrair, engajar e capitar a audiência.

  • Curiosa
    Pergunta "Por quê?" mais de uma vez. Procura tentar e experimentar tudo que pode melhorar o entendimento do problema - requer observação e imersão.

  • Sensual
    Procura satisfazer todos os sentidos. Estética, beleza e forma são as forças direcionadoras.

0 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

6.10.10

"O mais bem treinado é o autodidata", J. Ogden Armour

J. Ogden Armour"O homem mais bem treinado é o autodidata. Ninguém que utilize qualquer outro método pode alcançar o mesmo do que aquele a quem é delegada total responsabilidade, e sabe que seu progresso depende da própria inteligência, visão e esforço.

Isso não significa que o líder deve deixar os empregados entregues a si próprios. Deve sempre dar algo de si, ensinar-lhes algo mais.

Mas em qualquer empresa, o homem que não assume responsabilidades jamais estará em posição de progredir."

(J. Ogden Armour)

Veja também: Autodidata em Inglês

0 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

5.10.10

Ler para Ser: 50 Livros que Fizeram a Diferença

Última atualização da lista: OUT/2010

Leitura pode ser para se entreter. Eu leio para SER.


Pior do que não ler, é ler muito e não aplicar. Enrijece a mente, enferruja as habilidades sociais, faz pensar que conhecimento é sabedoria ou inteligência, e não é. Vira justificativa para não agir e não pensar.

No entanto, ler-aplicando e ler-questionando... amplia, esclarece, prepara, motiva, torna os sonhos possíveis. Dá aquela idéia boa que ninguém teve. Mostra o "como". Dá, não só a esperança, mas também a capacidade.

Ler enriquece, com um riqueza que ninguém pode lhe tirar, só multiplicar.

Pelos livros, podemos conversar com as pessoas mais inteligentes, de todos os lugares, de todas as épocas, de todas as idades.

Ler também é para mim um descanso, ao invés de sacrifício. É descanso do desânimo, da mediocridade, da falta de perspectiva, da impotência, da incompreensão.

Superando o preconceito, o medo, a preguiça - você nunca mais sentirá tédio de novo. As horas ociosas serão momentos prazerosos, de emoção, de idéias, de desenvolvimento... momentos seus.

Faz vários anos que leio uma média de 2 livros por mês, é o equilíbrio que achei para não atrapalhar outras áreas da minha vida.

Quando gosto, faço resumo, grifo os melhores trechos e assim que posso, publico aqui.

Quando não gosto, eu paro, ou vou para as partes que interessam. Ler é alimentar a alma. Monte seu prato, equilibre sabor e nutrientes, mas não coma o que não gosta ou que não presta.

Ao meu pai e minha mãe, muito obrigado! Desde que demonstrei interesse, nunca deixaram de me incentivar. Sempre compraram livros, revistas e os gibis que eu quis.

Esse post é minha forma de incentivar aqueles que não descobriram a dádiva que é gostar de ler (aplicando e questionando). Não sabem o que estão perdendo, em satisfação e crescimento.

-------------------------------------------
DICAS
para ler mais e melhor

-------------------------------------------

- Assista menos TV.

- Vá na livraria, dê uma volta, dá uma folheada nos livros, compra que parece legal, sobre algo que você goste ou queira aprender/resolver. Não há assunto nem problema no mundo que alguém não tenha escrito sobre. Na dúvida, compre. Depois você pode vender na internet, em sebo ou dar de presente.

- Sempre carregue dois livros com você. Naqueles tempos livres desperdiçados: quando você chega cedo, ou tem que esperar a carona, ou quer pegar no sono, ou no intervalo das aulas - leia 5 páginas. Assim, você lerá cerca de 20 páginas por dia. Em 2 semanas terminará o livro. Em 1 mês leu 2 livros. Em 1 ano leu mais de 20. Em 5 anos terá lido mais de 100.

- Leia no mínimo 5 páginas (sussa hein) todo dia.

- Prefira ler quando está descansado.

- Rabisque, contorne, grife, anote. Sem dó. Ajuda a memorizar e a se concentrar.

- Em tudo na vida o começo é mais difícil, depois fica fácil. Com o tempo você lerá mais rápido, coisas mais complicadas, cansará menos e lembrará mais.

- Algumas técnicas de leitura dinâmica:

  • "Fotografe" com os olhos trechos das linhas ao invés de parar em cada palavra.
  • Evite ler as primeiras e as últimas palavras das linhas - estará treinando sua visão periférica.
  • Acompanhe com o dedo a linha em que você está para não perdê-la e ficar voltando para trás.
- Não precisa comprar todos os livros em livrarias. A maioria tem em biblioteca, em sebos, ebook na internet. Ler na tela é questão de acostumar.

- Se você pega muito congestionamento ou ônibus, e tem um mp3 player, existe os audiobooks, que são livros narrados. É mais bacana do que você pensa.


-------------------------------------------
50 Livros que Fizeram a Diferença
- Esta lista continuará sendo atualizada.
Última atualização: out/2010

veja + na categoria Livros do blog
-------------------------------------------

11 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

4.10.10

Documentário "Progression" (Escalada) - Big Up Productions


http://www.youtube.com/watch?v=fpu8cQGn1LY

Eu entrei no youtube pra ver o trailer do Dosage V e acabei vendo esse Progression da mesma produtora. Curti d+ e fui assistir o documentário. É sobre os escaladores que estão levando a escalada para outros níveis de possibilidade.

Tem a Johanna Ernst com apenas 15 anos ganhando o campeanato mundial de escalada feminino, achei fantástico a câmera filmando o pai dela quando ela faz o último move e vence, o tiozinho pira! rs

Tem o Paxti Usobiaga treinando (se torturando na verdade né, ralação demais) e ainda por cima perdendo o campeanto mundial. Mas aí aparece também ele no outro ano, vencendo.

Tem uns moleques novos mandando muito nos boulders e um deles é bem louco da cabeça, escala solando (sem cordas, nem equipamentos) umas vias fodas.. ai já sabe, caiu, morreu. Mas não caiu.

Muito fera aquela área de boulders na África do Sul, Rocklands!

Tem o Tommy Cladwell, que é um dos escaladores que mais admiro. Ele já perdeu um dedo escalando, está abrindo várias vias e bateu recordes com as ascensões mais rápidas (absurdo) de alguns dos Big Walls mais difíceis do mundo, lá no Yosemite, que é um lugar prioritários da minha lista "conhecer antes de apodrecer" :-P

Falando de levar a escalada além, não poderia faltar o Chris Sharma, abrindo as vias esportivas mais difíceis (impossíveis) do mundo. Tem ele escalando umas vias show lá na Espanha (tá namorando uma espanhola muito gata) e depois vai lá pra Califórnia e faz a primeira ascensão daquela fodástica Jumbo Love (12b), que ele não mandou no King Lines.

E a qualidade das filmagens é sensacional, a trilha sonora excelente, com pausas durante alguns momentos da escalada em que se ouve apenas a respiração ofegante do cara hahah parece que estamos escalando junto!

A MELHOR frase do filme (tem no trailer também), vem do Tommy Cladwell, num big wall mega foda, nevando.. o maluco pendurado lá.. vira pra câmera dando risada!

"Não sei o que há de errado comigo, mas eu amo essa merda"

hahahhahaha é pirado mesmo :D

Curti também muito as músicas que rolam durante as escaladas no filme, principalmente essa: YouTube - Grand National - Switch

2 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

1.10.10

"Can't Take My Eyes Off You" - Barry Manilow

ÓTIMO FDS pra vocês! Aproveitem! ;)


http://www.youtube.com/watch?v=jtpC4W3IHlg

3 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us
Blog Widget by LinkWithin