11.1.11

Bernardo Collares - Herói do Mundo Moderno (1964-2011)

Em um mundo de cínicos, hipócritas, conformados; alguém que sai corajosamente em busca de seus sonhos, é um herói.

Era um escalador experiente. Mas acidentes acontecem, para qualquer um.

É melhor arriscar-se a viver intensamente, do que morrer cozinhando no fogo brando da própria infelicidade.

Veja as fotos abaixo. Tenho noção da alegria que ele sentiu por trás de cada um desses sorrisos e de tantos outros que deve ter dado nas montanhas.

Descanse em paz, Bernardo. Satisfeito pela vida, pelas experiências e pelas amizades que teve.

"Uma vez descoberto o vôo, estarás condenado a caminhar olhando para o céu, pois terás descoberto porque os pássaros cantam"

(Leonardo Da Vinci)

"as montanhas são uma espécie de reino mágico,
onde, por meio de algum encantamento,
eu me sinto a pessoa mais feliz no mundo."
(Bernardo Collares)



"É nas experiências, nas lembranças, na grande e triunfante alegria de viver na mais ampla plenitude que o verdadeiro sentido é encontrado."

(diário do Chris McCandless)



"Os dias que estes homens passam nas montanhas, são os dias em que realmente vivem.

Quando as cabeças se limpam das teias de aranha, e o sangue corre com força pelas veias. Quando os cinco sentidos recobram a vitalidade, e o homem completo se torna mais sensível, e então já pode ouvir as vozes da natureza, e ver as belezas que só estavam ao alcance dos mais ousados"


(Reinhold Messner)



"Logo que a ponta do pé largou daquela saliência, experimentei uma onda de sensações emocionantes: a adrenalina do medo, a intoxicação do desconhecido e, acima de tudo, o prazer jubiloso da auto-descoberta."

(David Breashears)



"Aquele que cresceu nas montanhas pode viver durante anos na cidade, desenvolver um trabalho científico e enriquecer sua inteligência, mas o que não pode fazer é permanecer eternamente lá embaixo.

Quando vê aparecer o sol entre as nuvens e sente o vento no rosto, sonha como uma criança com novas aventuras nas montanhas. Comigo acontece exatamente isso."

(Reinhold Messner)



"Um homem precisa viajar [..] conhecer o frio para desfrutar do calor. E o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto."

(Amyr Klink)



"Eu queria movimento e não um curso calmo de existência. Queria excitação e perigo e a oportunidade de sacrificar-me [...]

Sentia em mim uma superabundância de energia que não encontrava escoadouro em nossa vida tranqüila."

(Leon Tolstói)



"Houve alegrias grandes demais para ser descritas com palavras e houve dores sobre as quais não ousei alongar-me; e com isso em mente, digo:

Escale se quiser, mas lembre que coragem e força são nada sem prudência e que uma negligência momentânea pode destruir a felicidade de uma vida inteira.

Não faça nada às pressas; olhe bem para cada passo; e, desde o começo, pense o que poderá ser o fim"


(Edward Whymper, "Escaladas entre os Alpes")



"Eu amo escalar. É uma ótima forma de estar na natureza. Não é apenas algo físico, é também algo espiritual... onde o tempo pára.

Você pára de pensar sobre as coisas. Não existe passado, presente ou futuro. Tudo desintegra."

(Chris Sharma)


"A vida só quer uma coisa da gente: CORAGEM"

(Guimarães Rosa)



"Se o dia e a noites são de tal forma que vós os saudais com alegria, se a vida emite uma flagrância de flores e ervas aromáticas e se torna mais elástica, mais cintilante e mais imortal - eis aí o vosso êxito.

[..] A verdadeira colheita do meu dia-a-dia é algo de tão intangível e indescritível quanto os matizes da aurora e do crepúsculo. O que tenho na mão é um pouco de poeira das estrelas e um fragmento do arco-íris."

("Walden", Henry David Thoreau)



"A vida é uma ousada aventura, ou não é nada."

(Helen Keller)



"...tudo compreender, tudo ver e vê-lo muitas vezes, de modo incomparavelmente mais nítido do que o fazem todas as nossas inteligências mais positivas;

não se conformar com nada e com ninguém, mas ao mesmo tempo, não desdenhar de nada..."

(Fiódor Dostoiévski)



"Gostaria de repetir o conselho que lhe dei antes: acho que você deveria promover uma mudança radical em seu estilo de vida e começar a fazer corajosamente coisas em que talvez nunca tenha pensado, ou que fosse hesitante demais para tentar.

Tanta gente vive em circunstâncias infelizes e, contudo, não toma a iniciativa de mudar sua situação porque está condicionada a uma vida de segurança, conformismo e conservadorismo, tudo isso parece dar paz de espírito, mas na realidade nada é mais maléfico para o espírito do homem que um futuro seguro.

A coisa mais essencial do espírito vivo de um homem é sua paixão pela aventura. A alegria da vida vem de nossos encontros com novas experiências [..]

Você está errado se acha que a alegria emana somente ou principalmente das relações humanas. Deus a distribuiu em toda a nossa volta. Está em tudo ou em qualquer coisa que possamos experimentar. Só temos de ter a coragem de dar as costas para nosso estilo de vida habitual e nos comprometer com um modo de vida não-convencional.

O que quero dizer é que você não precisa de mim ou de qualquer outra pessoa para pôr esse novo tipo de luz em sua vida. Ele está simplesmente esperando que você o pegue e tudo que tem a fazer é estender os braços. A única pessoa com quem você está lutando é com você mesmo [..]

Espero que na próxima vez que eu o encontrar você seja um homem novo, com uma grande quantidade de novas experiências na bagagem. Não hesite nem se permita dar desculpas. Simplesmente saia e faça. Simplesmente saia e faça. Você ficará muito, muito contente por ter feito."

(carta de Chris McCandless para Ron Franz)



Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

4 comentários:

Alê do Escrivaninha disse...

Parabéns por sua postagem.
Forte abraço.
Aguardo sua visita no Escrivaninha.
Até aproxima.
Fique com Deus.

JoeFather disse...

Belíssima homenagem meu amigo!

Abraços renovados!

Canteiro Pessoal disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Canteiro Pessoal disse...

Nicholas, que vivência; ser que soube usufruir de suas asas.

A canção da escalada com o notar dos arranjos osculante em silêncio, o que se harmoniza no canto de empenho e escreve e improvisa a frase e, contínuo que faz o contraponto. O cifrar do caminho onde se encontra e absorve aprendizagem dos ritmos e com ímpeto, afinar-se em acordes alterados. E pelas manhãs a pausa fronte aos céus de longo efeito, que se orquestra e sola os campos.

Priscila Cáliga

Blog Widget by LinkWithin