5.1.11

Mudando os Paradigmas Educacionais - Ken Robinson (RSA Animate)

Mais um excelente vídeo da RSA, com o feríssimo Ken Robinson.

YouTube - RSA Animate - Changing Education Paradigms



Melhores Trechos

Todas os países estão tentanto reformar a educação pública, por 2 razões:

- Econômica: como educar nossos filhos para que tenham seu lugar na economia do séc. 21, sendo que não conseguimos prever nem como a economia estará semana que vem.

- Cultural: com a globalização, como criar uma identidade cultural nas crianças, para quem saibam a que cultura pertencem.

Estamos educando as crianças como no passado, alienando milhões de jovens que não vêem propósito no que é ensinado.

No passado, dar duro e ir para a faculdade, garantia um bom emprego. Hoje nossas crianças não acreditam nisso. Eles tem razão. E ainda a educação marginaliza o que eles acham importante sobre si mesmos.

Dizem que devemos melhorar a qualidade da educação. Sim. No entanto, nosso sistema educacional foi projetado para uma outra época, sob os moldes do Iluminismo e da Revolução Industrial.

Inteligência era definida como raciocínio dedutivo e conhecimento dos clássicos e assim acadêmicos eram os "inteligentes" e o resto não. Muitas pessoas brilhantes, pensam que não são.

DDA (Distúrbio de Déficit de Atenção) é a mais nova epidemia moderna - isso está equivocado. Esse problema até existe, mas não é uma epidemia e crianças estão sendo medicadas (Ritalina) para anestesiarem seus sentidos e não se distraírem nas aulas.

Vivemos o período com mais estímulos da humanidade: computadores, IPhones, propagandas, televisão... e ainda reclamam que nos distraímos nas tediosas salas de aula.

Artistas são as maiores vítimas da mentalidade educacional. Nas artes os sentidos operam no máximo.

Esses remédios desligam a criança para o que acontece fora dela. Deveríamos ligá-las para aquilo que possuem dentro de si.

A educação é feita para a industrialização e nos moldes da industrialização. Tem sinal sonoro, área especializadas, educa-se as crianças em lotes agrupados por idade... por quê? Por quê achar que as crianças só podem ter em comum a idade?

Crianças podem ser melhores em certas disciplinas e piores em outras, ou melhores em determinado período do dia e piores em outro, ou melhores sozinhas, ou melhores em grupos. Depende da criança.

Caminhamos em direção à padronização da educação. Temos que ir no caminho oposto. Diversidade de pensamento é essencial para a criatividade.

Fazendo um teste com crianças e considerando sua capacidade sob o critério de pensamento divergente, 98% chegaram no nível de genialidade. Avaliando as mesmas crianças anos depois, 15% apenas chegaram nesse nível.

Isso mostra que todos temos essa capacidade e que ela se deteriora com o tempo que passamos no sistema educacional.

Nas escolas para tudo há apenas uma resposta certa. Fora da escola trabalhamos de forma colaborativa nos problemas, encontrando diversas soluções.

Não são os professores que querem isso, é o que está no DNA da educação.

Temos que mudar nossa forma de pensar sobre a capacidade humana, superar esse mito de que o certo é o conhecimento acadêmico-abstrato-teórico, desenvolver o potencial de cada um e sua capacidade colaborativa.

Não deixe de ver:



Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

2 comentários:

Canteiro Pessoal disse...

Nicholas, que abordagem espetacular, que me faz adentrar fundo no decorrer dos dias para ainda mais à porta da reforma na minha mente.

Priscila Cáliga

Vinicius disse...

http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/853753-pessoas-distraidas-sao-mais-criativas-do-que-as-concentradas.shtml

Blog Widget by LinkWithin