5.4.11

PSICOLOGIA AMBIENTAL - Barreiras Psicológicas - parte 2

"O homem não tramou o tecido da vida; ele é simplesmente um de seus fios. Tudo o que fizer ao tecido, fará a si mesmo."

(carta do chefe Seattle)


Aquecimento Global - Psicologia Ambiental
O post anterior foi sobre os elementos que fazem as pessoas não se importarem com o Aquecimento Global.

Para incentivá-las a adotar comportamentos sustentáveis, precisamos entender os mecanismos psicológicos que utilizam para "se defenderem" do problema.

Sabendo disso, devemos levar em consideração essas defesas e usar abordagens que podem driblá-las ao criar tecnologias, regulamentações e formas de comunicação.

O psicólogo George Mashall listou em suas palestras as justificativas mais comuns para as pessoas não agirem.

E a Associação Americana de Psicologia (APA) destacou as principais barreiras psicológicas envolvidas na mudança para um comportamento sustentável.

Desculpas Comuns para não agir:
  • Protejo o meio-ambiente de outras formas
  • Você não tem o direito de me acusar
  • Não faço nada errado
  • Eu não sabia
  • Não faço diferença
  • Eu queria, mas por causa de XXXX eu não posso
  • Sociedade é corrupta, não presta (Hipocrisia Verde)
  • É muito difícil mudar meu comportamento

Sequência Geral de Barreiras Psicológicas
  • Ignorância
    sobre o problema e sobre o que fazer

  • Incerteza
    percebida ou real sobre os dados e soluções

  • Negação
    do problema, da influência ou da responsabilidade de um ou mais grupos

  • Otimismo
    sobre riscos ou distância das consequências

  • Desconfiança e Reatância
    das mensagens de cientistas e autoridades

  • Ligação com a Localidade
    importam-se com lugares com os quais possuem alguma ligação

  • Hábitos
    alguns são extremamente difíceis de mudar

  • Riscos Percebidos com a Mudança de Comportamento
    financeiros, sociais, funcionais, físicos, temporais, psicológicos

  • Simbolismo e o Efeito de Rebound
    ações fáceis, simbólicas - mas pouco úteis na mitigação do problema

  • Comparação social, normas, conformidade e igualdade percebida
    observando os outros e prezando pela igualdade, estabelece-se o que seria o comportamento "apropriado"

  • Objetivos Conflitantes
    as pessoas tem múltiplos objetivos e valores próprios

  • Crenças em Soluções fora do controle humano
    religião, por exemplo

No próximo post dessa série, vou citar algumas estratégias para superar essas barreiras e incentivar as pessoas adotarem comportamentos sustentáveis.

Link para a 3ª parte

Aquecimento Global - Psicologia Ambiental




Fontes:
Veja também:

Deixo aqui o impactante clipe da música "Respire" (Mickey 3D)


http://www.youtube.com/watch?v=EdBmpcVqC5g



Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

2 comentários:

Canteiro Pessoal disse...

Nicholas, no psíquico que o ser precisa se aventurar com uma viagem sem reservas à compreensão dos mecanismos.

Abraços

Priscila Cáliga

Doutora V disse...

Ola! Muito pertinente seu tema e importantissimo, mas percebo, pelo menos com as pessoas q converso q elas pensam nao fazer diferença para salvar o planeta. Mas se todos contribuirem com pequenos gestos poderemos fazer muito!!!
Abraço
Doutora V

Blog Widget by LinkWithin