7.6.11

AUTOSSABOTAGEM - Parte 3: Causas Comuns

"Cuide de seus Pensamentos, porque eles se tornam Palavras.

Escolha suas Palavras, porque elas se tornam Ações.

Compreenda suas Ações, porque elas se tornam Hábitos.


Entenda seus Hábitos, porque eles se tornam seu Destino."


Autossabotagem
Nos post anterior, listei pensamentos e hábitos que podem sinalizar padrões de autossabotagem.

1ª parte
: Por que não Conseguimos o que Queremos?
2ª parte: Sinais nos Pensamentos e Hábitos

O que desencadeia esses padrões?

Geralmente, as causas estão relacionadas à:

  • Medo

    Derrotas passadas ou comentários negativos, a pessoa pode internalizar e formar uma imagem inferior de si, mesmo sendo capaz de realizar o que deseja.

    A pessoa com baixa auto-estima e confiança, tem medo:

    • de Não Conseguir (e se desapontar)
    • de Conseguir (e se desapontar)
    • das Mudanças (e se desapontar)
    • de Contrariar outros (e desapontar alguém)

    Quer tanto evitar o desapontamento... e vive desapontada.

  • Culpa

    Por algum erro do passado ou atribuída por outros. Não se sente merecedora, se vê como uma fraude.

    Age inconscientemente para ser "desmascarada", ou punindo-se, para aliviar uma culpa que muitas vezes é ilógica, sem razão.

  • Resentimento

    Comporta-se para contrariar uma pessoa ou situação que às vezes nem está mais presente, prejudicando a si mesma.

  • Depressão, Descrença

    Acha que nada vale a pena, ou está deprimida. A visão de si e do mundo é negativa. Surge pensamentos e hábitos autossabotadores para confirmar essa visão.

  • Estresse

    A pessoa está exausta, esgotada. Ao invés de diminuir o ritmo, entra em padrões de autossabotagem, que quebram esse ritmo sem ela tomar consciência.

  • Inabilidade

    Não desenvolveu habilidade para lidar com as emoções, não faz uma avaliação racional de fatos e consequências. Tem pouca empatia e reflexão.

Os ciclos de autossabotagem parecem sem lógica, aleatórios - mas eles tem causa. Estas acima são comuns, coloquei de forma abrangente.

Espero que ajude a encontrar o conflito interior que está gerando a autossabotagem.

"Contradições não existem.

Sempre que você se deparar com uma contradição, verifique suas premissas.

Você descobrirá que uma delas está errada."

(Ayn Rand)


Nos próximos posts publicarei dicas de como superar a autossabotagem, e também frases, textos, links sobre o tema.



Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

3 comentários:

SolBarreto disse...

Adorei o post!
Entender o que a nos aconece é o 1° passo para mudar...

Canteiro Pessoal disse...

Antes...

SolBarreto, concordo! Entender o nosso eu, este interior, o que nos acontece- primeiro passo. Mas, como é difícil atingirmos este passo, sempre nos esquivamos, e quando caímos em si, o tempo em sua crueldade, nos revela horas perdidas.

Mas...

Nicholas, sua iniciativa por alertar a grande massa, algo que é discutido na psico, é de valor imensurável. Contudo, creio que, será preciso repetições desta mesma fala, pois o ser está tão enlaçado na autossabotagem, em cegueira, que requer muitas sacudidas para despertamento. Também, digo, o quanto fui toca no que abordaste, afinal, sempre há, sempre haverá o que revermos no nosso próprio palco.

Abraços

Priscila Cáliga

Mario Gidaro disse...

Estou no aguardo dos novos posts, muito boa a matéria :D

Blog Widget by LinkWithin