20.6.11

Para Superar Aflições - Alan Wallace

Vi no LLL. Vídeo e Transcrição por Gustavo Gitti.


YouTube - Alan Wallace | Conselho para quem deseja superar as aflições


Melhores Trechos:

"Todos nós queremos encontrar felicidade. Queremos ter menos frustrações, insatisfações, problemas no coração e na mente. Todos nós queremos isso.

Cada um de nós deseja paz, menos ansiedade, uma felicidade maior. Todos nós queremos isso.

De forma geral, muitos de nós, na maior parte do tempo, estamos sempre olhando para fora, pensando:

“Alguém vai me fazer feliz”, “Algum trabalho vai me fazer feliz”, “Algum lugar vai me fazer feliz,” “Alguma posse vai me fazer feliz”

Mas na medida que crescemos e amadurecemos, vemos que nada daquilo é verdade.

Ninguém lá fora pode nos fazer felizes de verdade. Nenhuma aquisição, nenhum emprego.

É óbvio. E quanto mais cuidadosamente nós olhamos, mais óbvio se torna.

Se realmente queremos ser felizes, encontrar contentamento, liberação da ansiedade e assim por diante… realmente só há uma maneira.

Você não tem que ser religioso, não tem que ser espiritual. Você tem que ser realista!

E isso é reconhecer que a única forma de você realmente encontrar satisfação, um maior sentido na vida, maior felicidade na vida, realização, é cultivando seu próprio coração e mente.

Isso é apenas realista. Você não tem que acreditar em nada. É apenas bom senso.

Agora, nós podemos perguntar, antes de tudo: será que há maneiras com as quais estamos nos comportando (com nosso corpo, com nossa fala, mesmo com nossa mente) que estão prejudicando aos outros desnecessariamente?

Às vezes crianças tem que ser disciplinadas, talvez. Elas não gostam, mas estamos fazendo isso apenas pelo seu bem. Então, às vezes é assim.

Mas, estamos nós prejudicando alguém, de alguma forma que não está sendo útil, mas apenas prejudicando?

Quando nós reconhecemos isso, vemos que causa dano para outras pessoas, mas também causa sofrimento a nós mesmos. Sempre.

Então a primeira coisa é: realmente viver uma vida suave, sem causar danos. É o mais importante.

Assim você não prejudica a si mesmo e não prejudica aos outros. Pelo menos isso!

E então se você quer realmente começar a cultivar as causas verdadeiras da felicidade, uma maior liberdade do sofrimento, da ansiedade, do medo, da aflição, então, é pra isso que serve a meditação.

Meditação, em sânscrito, é “bhavana”. E “bhavana” significa cultivar, como um agricultor cultiva o campo. Ele não sai, simplesmente, e pega alguma comida aqui e lá.

Mas ele realmente se dedica ao solo, ele o lavra, o fertiliza, irriga, planta a semente, ele cuida, tira as ervas daninhas e então faz a colheita.

Então, em vez de sair por aí tentando achar alguma felicidade externa, nós a cultivamos com nossos próprios corações e mentes.

E meditação é uma forma de fazer isso.

Há muitas maneiras para meditar. Para muitas pessoas que estão começando, um tipo de meditação chamado shamata é muito útil.

O essencial dela, antes de tudo, é aprender como relaxar, aprender como relaxar o corpo muito profundamente. Sem tensão, sem estresse, sem contração.

Saber como relaxar a respiração, respirar sem esforço. E aprender como deixar a mente relaxada. Então, primeiro de tudo, aprender como relaxar.

E então, gradualmente, por meio da meditação, cultivar uma calma interna, uma serenidade interna, quietude interna, uma presença.

De forma que não estamos sempre distraídos, inquietos, agitados, excitados, mas realmente temos alguma paz mental.

Isso pode ser cultivado por meio da meditação.

E então, gradualmente, com base em relaxamento e estabilidade, podemos desenvolver clareza e vivacidade.

Portanto, com essas três qualidades, através da meditação, da atenção plena sobre a respiração e outros métodos, nós podemos ter maior presença, maior paz mental. E também quando estamos nos relacionando com outras pessoas.

Porque as nossas mentes, internamente, estão quietas. Então nós podemos realmente focar nos outros com muito mais proximidade.

E não ficar sempre sendo pegos pelos nossos próprios pensamentos, esperanças, medos, mas realmente focar nas necessidades dos outros.

Dessa forma, naturalmente, quando começamos a expandir nossas mentes e corações para focar outras pessoas, outros seres sencientes, nós também encontramos felicidade, uma felicidade maior.

Porque nossas mentes e corações se ampliam, há maior paz e maior felicidade."

- Alan Wallace


Alan Wallace



Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

1 comentários:

Canteiro Pessoal disse...

Creio Nicholas, que coração e mente em cultivo acontece avanços, há multiplicação. Também, aproprio-me que nascemos para fazer o outro feliz. Aboli-se o individualismo, mata diariamente o egoismo, e descobre-se beleza no escuro - a humanidade; olhar para o outro. E quando atuamos assim, vivemos na essência e comungar; que dos segredos pre-revelados há segredos: mistérios sem fim!

Abraços

p.s.: Constato que a excelência do amdurecimento e cultura está crescente no teu palco.

Priscila Cáliga

Blog Widget by LinkWithin