23.2.12

20 Coisas que Aprendemos para Inovar - TerraForum

20 Coisas Que Aprendemos Para Inovar - YouTube

1 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

17.2.12

Para prevalecer é preciso Colaborar - Charles Darwin

"Na história da humanidade (e dos animais também) aqueles que aprenderam a colaborar e improvisar foram os que prevaleceram"

(Charles Darwin)


"EVOL-ution" - stencil art by KrieBeL

0 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

16.2.12

Estratégia Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação 2012 - 2015 (MCTI)

Estava lendo esse pdf no site do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI). Apesar de repetitivo e superficial, tem coisas bacanas e mostra a importância da região de Campinas-SP e das redes de ópticas nos planos de desenvolvimento tecnológico do país.

Gostei muito do projeto Aquarius para um e-governo, com dados abertos e tudo. Pena que não é 100% livre, usa alguns códigos proprietários... enfim.

Se tudo não ficar só no papel, acho que estamos indo pelo caminho certo. :)



Veja também:

Trechos da Estratégia Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (ENCTI)

O principal desafio que o Brasil terá de enfrentar se quiser se transformar em um País efetivamente desenvolvido, com uma economia eficiente e competitiva: preparar-se para a "sociedade do conhecimento".

Essa é a diretriz estratégica para as próximas décadas, que no nosso caso, implica combinar educação universal de qualidade, pesquisa científica, inovação e inclusão social.

Avançar na estruturação de uma base econômica apoiada em um processo endógeno e dinâmico de inovação, é decisivo para que o Brasil possa realizar o sonho de uma sociedade próspera, justa e soberana capaz de interferir à escala global, nos rumos e na gestão do desenvolvimento mundial.

O cenário de incertezas resultante da crise de 2008, com a ameaça de aprofundamento da recessão nos Países de maior desenvolvimento relativo e de novos desequilíbrios no sistema financeiro mundial, guerra cambial e recrudescimento do protecionismo, embute desdobramentos preocupantes quanto ao futuro do comércio mundial e ao equilíbrio das relações econômicas internacionais.

O Brasil, embora se encontre em uma posição relativamente confortável, graças às políticas de consolidação macroeconômica, reativação do crescimento e fortalecimento do mercado interno mediante a expansão do emprego, redistribuição da renda e consumo de massa, adotadas pelo presidente Lula e pelo governo da presidente Dilma Rousseff, evidentemente não ficará imune às restrições derivadas de um eventual agravamento do cenário internacional.

Para o Brasil, grande produtor e exportador de commodities, com uma moeda ainda expressivamente apreciada apesar das correções recentes, esse cenário global favorece a especialização primário-exportadora, manifestando-se na composição da pauta de exportações e na crescente participação das importações no consumo doméstico, principalmente nos segmentos de média-alta e alta tecnologia.

O maior risco para o País é a acomodação a essa condição de grande produtor e exportador de commodities, o que tende a produzir consequências extremamente graves da perspectiva do desenvolvimento do País a longo prazo.

O Brasil, por seu potencial de recursos, avanços em sua capacidade científica e tecnológica em diversas áreas, dinâmica do seu mercado interno e pelo grau de desenvolvimento industrial já alcançado, não pode se contentar em ser um grande exportador de petróleo, alimentos e minérios.

Pode e deve sim, aproveitar as oportunidades existentes no mercado internacional, mas sempre na perspectiva de agregação de valor à produção primária e a utilização dos recursos obtidos por essa via no fortalecimento, integração e diversificação da sua capacidade industrial, na elevação da produtividade sistêmica da economia, na revolução do seu sistema educacional e na construção das bases científicas e tecnológicas sobre as quais descansarão, a longo prazo, o bem estar das gerações futuras e a projeção dos interesses estratégicos nacionais no cenário internacional.

Nesse sentido é importante:

i) ampliar sistematicamente a formação e capacitação de recursos humanos e fortalecer a pesquisa e a infraestrutura científica e tecnológica;

ii) elevar expressivamente os recursos destinados a apoiar o desenvolvimento tecnológico e a inovação;

iii) dar um enfoque sistêmico à ação de apoio do Estado e desenvolver novas modalidades e instrumentos de apoio, parceria, compartilhamento de riscos e coordenação com os segmentos empresariais e setores prioritários para o fomento da inovação;

iv) apoiar o adensamento tecnológico das cadeias produtivas com potencial competitivo ou fragilizadas pela concorrência internacional, visando a redução dos déficits críticos na balança comercial, o aumento do conteúdo local da produção de bens de elevado conteúdo tecnológico e a ampliação da participação de empresas de capital nacional em tecnologias de alto conteúdo de conhecimento;

v) estabelecer regras para o investimento direto estrangeiro, visando a internalização de centros de P&D, a transferência de tecnologias e associação com empresas nacionais.

Eixos de sustentação da ENCTI
  • Promoção da Inovação;
  • Novo padrão de financiamento do desenvolvimento científico e tecnológico;
  • Fortalecimento da pesquisa e da infraestrutura científica e tecnológica;
  • Formação e capacitação de recursos humanos.

Programas Prioritários
  • TICs — Tecnologias da informação e comunicação;
  • Fármacos e Complexo Industrial da Saúde;
  • Petróleo e Gás;
  • Complexo Industrial da Defesa;
  • Aeroespacial;
  • Nuclear;
  • Fronteiras para a inovação;
    • Biotecnologia;
    • Nanotecnologia e novos materiais;
  • Fomento da economia verde;
    • Energia;
    • Biodiversidade;
    • Mudanças climáticas;
    • Oceanos e zonas costeiras;
  • C,T&I para o Desenvolvimento Social;
    • Popularização da C,T&I e melhoria do ensino de ciências;
    • Inclusão produtiva e tecnologia social;
    • Tecnologias assistivas;
    • Tecnologias para Cidades Sustentáveis.
Programas complementares
  • Indústria química;
  • Bens de capital;
  • Energia elétrica;
  • Carvão mineral;
  • Minerais estratégicos;
  • Produção agrícola sustentável;
  • Recursos hídricos;
  • Amazônia e Semi-Árido;
  • Pantanal e Cerrado.

2 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

13.2.12

O Século do Ego (The Century of The Self) - BBC

The Century of The Self (2002) é um dos melhores documentários que já vi. RECOMENDO!

Século do Ego - The Century of The Self - Sigmund Freud e Edward Bernays
O documentarista Adam Curtis e BBC contam como as idéias do pai da psicanálise - Sigmund Freud - foram aplicadas pelo seu sobrinho Edward Bernays e bisneto Matthew Freud para ajudar as corporações e políticos na manipulação dos desejos inconscientes das pessoas.

Nos 240min de entrevistas e explicações, o documentário mostra coisas como:
  • surgimento da psicanálise e a mudança de visão do ser humano
  • adaptação da psicologia freudiana e a criação da profissão de Relações Públicas pelo seu sobrinho Edward Bernays
  • dissociação dos bens de consumo da sua função e associação com as aspirações inconscientes das pessoas - como o cigarro com liberdade para as mulheres, ou carro com a virilidade masculina
  • influência de Anna Freud - filha do Freud - na divulgação da psicanálise nos EUA
  • utilização da psicologia para adaptação das pessoas aos padrões sociais estabelecidos e torná-las cidadãos e consumidores passivos
  • experiências pela CIA para tentar mudar a memória das pessoas e alterar sua personalidade
  • esgotamento da estratégia de conformização e manifestações de individualismo e expressividade
  • a política e o marketing utilizando as idéias de Wilhelm Reich para se adaptarem a essa necessidade de expressão individual
  • apropriação da Hierarquia das Necessidades de Abraham Maslow para categorizar e atender os desejos das pessoas "auto-guiadas"
  • há uma excelente entrevista com o psicanalista e filósofo Herbert Marcuse
  • sociedade consumista e falsa democracia baseada na manipulação dos desejos inconscientes
Assistir os vídeos me fez pensar bastante e deu uma mexida nas minhas idéias.
.
Século do Ego - The Century of The Self - Sigmund Freud e Edward Bernays
Século do Ego - The Century of The Self - Sigmund Freud e Edward BernaysSigmund Freud e Edward Bernays


Século do Ego(The Century of The Self/El siglo del Yo)

Século do Ego - The Century of The Self - Sigmund Freud e Edward Bernays
----------------------------------------

Episódio 1: "Máquinas da Felicidade"
(Happiness Machines)


----------------------------------------

Episódio 2: "A Engenharia do Consentimento"
(The Engineering of Consent)


----------------------------------------
Episódio 3: "Existe um policial em nossas cabeças e ele deve ser destruído"
(There is a Policeman Inside All Our Head: He Must Be Destroyed)


----------------------------------------

Episódio 4: "Oito Pessoas Degustando Vinho"
(Eight People Sipping Wine in Kettering)


Século do Ego - The Century of The Self - Sigmund Freud e Edward Bernays

Veja também:

0 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

8.2.12

Livro "Xeque-Mate: A Vida é um Jogo de Xadrez" - Garry Kasparov

Comprar Livro Xeque-Mate - Garry Kasparov

Livro Xeque-Mate: A Vida é um Jogo de Xadrez
(How Life Imitates Chess, 2007) - Sinopse


Garry Kasparov, um dos maiores estrategistas do todos os tempos, mostra como os fatores que o fizeram conquistar o título de campeão mundial de xadrez também podem ajudar pessoas a se tornarem bem-sucedidas nos negócios e na vida.

Ao longo do livro, Kasparov relembra as várias pessoas que contribuíram para seu desenvolvimento, direta e indiretamente - dos jogos inspiradores de Alexander Alekhine, seu primeiro herói de xadrez, às palavras de Sir Winston Churchill, às quais ele ainda recorre regularmente.

Este é um livro sobre auto-conhecimento e desafio, sobre como desafiar a nós mesmos e aos outros, para aprendermos a tomar as melhores decisões possíveis.


Frases de Kasparov

"É minha natureza me entusiasmar com um grande desafio"

"Não é suficiente ser talentoso. Não é suficiente trabalhar duro e estudar até tarde da noite. Você precisa estar intimamente consciente dos métodos que usa para chegar às suas decisões"

"Resolver novos problemas é o que nos mantém evoluindo, como indivíduos e como sociedade - não pare nunca."

Garry Kasparov
Vídeos

Entrevista a Garry Kasparov - YouTube - FANTÁSTICO! :)



Garry Kasparov - Estratégia - ManagemenTV - YouTube

0 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

6.2.12

Visão de Mundo de Steve Jobs

Steve Jobs' Vision of the World - YouTube



"Quando você cresce, te dizem que o mundo é do jeito que é, que a vida deve ser vivida dentro do mundo, tente não bater demais nos muros, tente ter uma boa vida familiar, poupe dinheiro, divirta-se. Isso é uma vida muito limitada. A vida pode ser muito mais ampla.

Quando você descobre o simples fato, de que tudo a sua volta que você chama de vida, foi criado por pessoas não mais inteligentes do que você - e você pode mudá-la, influenciá-la, pode construir suas próprias coisas, que outras pessoas também poderão usar - depois que aprender isso, você nunca mais será o mesmo."

(Steve Jobs)

Veja também:

0 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

3.2.12

Carl Jung - Precisamos de mais Psicologia

Carl G. Jung - Grande Mudança na Nossa
Atitude Psicológica é Iminente - YouTube




Veja a entrevista completa - MUITO BOA!

0 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

2.2.12

Livro "Last Words" - George Carlin


George Carlin on Individuality - YouTube




"Fora da minha audiência, grupos me repelem, porque em prol do pensamento de grupo, eles matam a individualidade, essa maravilhosa unicidade humana. Eu sou completamente aberto aos indivíduos. Me dou bem com indíviduos. Indivíduos são ótimos. [...]

Cada par de olhos de um indíviduo que você olha te dá algo, seja uma parede em branco ou aquela infinita sequência de espelhos de uma barbearia. É fascinante. [...]

Pessoas são incríveis, uma de cada vez. Cada uma tem um holograma inteiro do universo em algum lugar dentro delas.

Mas logo que indivíduos começam a se amontoar, assim que se tornam um coágulo, eles mudam [...]

Quanto maior o grupo, mais tóxico, mais da sua beleza como indivíduo você tem que desistir em prol do pensamento do grupo. E quando você suspende sua beleza individual, você também abre mão de muito da sua humanidade. Você fará coisas em nome do grupo que jamais faria sozinho. Machucar, ferir, matar, beber é tudo parte disso, você terá perdido sua identidade, porque deve lealdade a essa coisa maior do que você e que te controla [...]

Eu não me identifico com minha espécie. Faz tempo já. Me identifico mais com os átomos de carbono. Não me sinto confortável ou seguro nesse planeta. Do ponto de vista do meu trabalho e paz de espírito, a coisa mais segura, que me dá maior conforto, é eu me identificar com átomos e estrelas e simplesmente contemplar a loucura dos colegas da minha espécie [...]

Meu trabalho é observar a dança rídicula aqui embaixo com humor e entretenimento que acontece a cada momento e então mostrar aos meus colegas de espécie quão fudidos eles estão [...]"

Sonho Americano (George Carlin) - YouTube




Veja mais


1 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

1.2.12

Dia do Publicitário - Eles querem a sua Alma

Mais influentes do que outros profissionais - publicitários têm um potencial incrível para ajudar a entender e solucionar problemas reais das pessoas e da sociedade.

Suas propagandas podem inspirar, conscientizar e informar - com qualidade, criatividade, ética e responsabilidade.

Ou podem inventar desejos, fortalecer mentiras, se aproveitar de pessoas fragilizadas pela péssima educação e encher nosso ambiente com lixo intrusivo sem valor.

Há PROFISSIONAIS e profissionais.

Qual é a regra e qual é a exceção?


Nós queremos a sua alma - YouTube




"Agora, qual o objetivo ‘filosófico’ da publicidade? A mentira. É mentir sobre o sabonete, a maionese, a margarina, o político [...]

Os caras ficam aí se gabando de que sabem fazer slogans e passam anos para criar coisas como ‘Coca-Cola é isso aí’. De quantos slogans precisam? Faço dez agora."

(Millôr Fernandes)



YouTube - ‪Criança, A Alma do Negócio - Trailer




"Pessoas não confiam em propagandas.
Pessoas não querem propagandas.
Pessoas não precisam de propagandas.

(Eric Clemons)





---------------------------------------

Exceção:

Think Different - YouTube

0 comentários

Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us
Blog Widget by LinkWithin