11.6.14

Sebastião Salgado - GÊNESIS

 Sebastião Salgado. GENESIS - YouTube




Benedikt Taschen:
"Você menciona que veio a pensar em parar com a fotografia..." 

Sebastião Salgado:
 
"A fotografia é um tipo de fenômeno.
Você é parte do tema. Está ligado à câmera.
Você é parte do sistema. Tudo agindo em conjunto.
Você atinge o ponto máximo. Sabe que não conseguirá uma fotografia melhor.
Você cresce com o fenômeno. Você é parte do fenômeno. E então você sai dele.
Fotografar é um prazer imenso.


Porém, enquanto criava meu livro "Êxodos", eu me sentia péssimo.
Houve dias em Ruanda em que vi 10 mil, 15 mil pessoas morrendo, tanta violência.
Comecei a adoecer. Fui ver o médico, ele disse: "Sebastião, você tem que parar, você está indo direto para morte".

Quando voltamos para o Brasil, no lugar em que eu aprendi a ver as coisas, uma fazenda grande, tínhamos mais de 50% de floresta nativa.
Quando cheguei, encontrei uma terra morta.

Eu estava morto, e encontrei uma terra morta.
Minha esposa, Lélia, teve a idéia de replantarmos a floresta.
Nas primeiras árvores que plantamos, tive 100% de certeza de que não cresceriam.
Quando essa pequena floresta saiu do chão, todos os insetos e pássaros vieram, a vida estava lá.
A vida estava lá.
Ressurgiu em mim uma nova esperança..."




Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

0 comentários:

Blog Widget by LinkWithin