5.10.15

Resumo - Psicologia de Massas do Fascismo - Wilhelm Reich

Adorei esse livro do Wilhelm Reich. Abaixo alguns trechos que separei e uns desenhos achei na internet tb sobre o livro :)


"'fascismo' é a atitude emocional básica do homem oprimido da civilização autoritária da máquina, com sua maneira mística e mecanicista de encarar a vida [...] não é obra de um Hitler ou de um Mussolini, mas sim a expressão da estrutura irracional do homem da massa [...] não é um partido político, mas uma certa concepção de vida e uma atitude perante o homem, o amor e o trabalho."

[adaptei este trecho para resumir melhor=>] "A repressão da sexualidade natural [...] deixa-as apreensivas, tímidas, obedientes, temerosas da autoridade [...] uma inibição geral do pensamento e das faculdades críticas [...] leva a vários tipos de gratificações compensatórias. A agressividade natural, por exemplo, vira um sadismo brutal [...] resulta em medo da liberdade, uma mentalidade conservadora e reacionária [...] contribui ativamente para estruturas autoritárias [...] apesar de toda sua miséria e degradação”

"não se pode vencê-lo com 'argumentos'. Os argumentos só surtiriam efeito se o movimento tivesse conseguido seu poder através da argumentação [...] distinguiam-se pela habilidade em manejar as emoções dos indivíduos nas massas e de evitar ao máximo uma argumentação objetiva"

"um führer ou o representante de uma ideia só pode ter êxito [...] quando a sua visão individual, a sua ideologia ou o seu programa encontram eco na estrutura média de uma ampla camada de indivíduos. [...] o êxito desta organização de massas deve-se às próprias massas e não a Hitler. Foi a estrutura humana autoritária, que teme a liberdade, que possibilitou o êxito de sua propaganda"

"disposto a se adaptar à autoridade, o indivíduo da classe média baixa acaba criando uma clivagem entre a sua situação econômica e a sua ideologia. A sua vida é modesta, mas tenta aparentar o contrário, chegando, frequentemente, a tornar-se ridículo"

"O Estado autoritário tem o pai como seu representante em cada família [...] os filhos criam, além da atitude submissa para com a autoridade, uma forte identificação com o pai, que forma a base da identificação emocional com todo tipo de autoridade."

"A palavra fascismo [...] designa uma forma muito particular de dirigir e influenciar as massas: regime autoritário, sistema de partido único, portanto totalitário, o poder à frente dos interesses objetivos, distorção política dos fatos, etc"

"Esta ideologia fascista do führer apóia-se invariavelmente na concepção mística da natureza humana imutável, no desamparo, na necessidade de autoridade e na incapacidade de assumir a liberdade, que são características das massas humanas oprimidas. Fórmulas como a de que "o homem precisa de liderança e disciplina", de "ordem e autoridade" [...] A ideologia fascista acreditava nisso honestamente. Quem não compreende essa honestidade subjetiva não compreende o fascismo na sua totalidade e a força de atração que ele exerce sobre as massas."

"É dever do Estado não só encorajar o anseio apaixonado por liberdade nas massas trabalhadoras; ele precisa também fazer todos os esforços para torná-las capazes de liberdade. Se não o fizer, se reprimir o anseio intenso por liberdade, ou até desvirtuá-lo, e colocar-se como obstáculo à tendência para a autogestão, então estará mostrando claramente que é um Estado fascista."

"A estrutura humana debate-se na contradição entre o desejo intenso de liberdade e o medo da liberdade."

"Não se pode vencer o fascismo imitando-o ou exagerando os seus métodos, sem o perigo de incorrer, voluntária ou involuntariamente, numa degeneração de tipo fascista. O caminho do fascismo é o caminho do autômato, da morte, da rigidez, da desesperança. O caminho da vida é radicalmente diferente"

"O atrofiamento da vida individual e social nada mais é do que a influência secular acumulada de todas as instituições autoritárias e irracionais sobre o homem contemporâneo. O fascismo não criou essa situação a partir do nada: limitou-se a explorar e aperfeiçoar as antigas condições usadas para suprimir a liberdade."

"A arma principal no arsenal da liberdade é a intensa ânsia de ser livre, por parte de cada nova geração. A possibilidade da liberdade social baseia-se essencialmente nessa arma"

Psicologia de Massas do Fascismo - Wilhelm Reich

Por que as pessoas seguem os fascistas?

Por que as pessoas agem irracionalmente?

Por que as pessoas ficam doentes/neuróticas?

Por que as pessoas não se revoltam?

Não é porque são burras, ignorantes, desempregadas ou malucas - "Me diga o que tenho que fazer"

Pessoas inteligentes, educadas e empregadas também se tornam fascistas

A verdadeira razão é a repressão sexual - "Honra! Pureza! Abstinência! Auto-controle! Seja puro! Fique seguro!"

O que reprime a sexualidade? - "Sexo é pecado / sou pecador"

Famílias Autoritárias - "Papai => Mamãe => Criança"

Religiões Autoritárias - "Deus => Diabo => Mortais"

Economias Autoritárias - "Ricos => Classe Média => Pobres"

Relações Autoritárias - "Brancos => Asiáticos => Negros"

Amar, Brincar, Conhecer... nos fará Livres




Gostou? Compartilhe:
TwitterStumbleupondel.icio.us

0 comentários:

Blog Widget by LinkWithin